Flamengo  RJ
menu
search

Chutes na porta da sala do VAR e pressão nos corredores: árbitros admitem ‘jogo sujo’ do Atlético-MG no Mineirão

18 de outubro de 2021 às 17:24h
Chutes na porta da sala do VAR e pressão nos corredores: árbitros admitem ‘jogo sujo’ do Atlético-MG no Mineirão

O Flamengo venceu o Juventude por 3 a 1 sem sustos na noite desta quarta-feira (13), no Maracanã. O placar, por sinal, foi o mesmo do triunfo do Atlético-MG sobre o Santos, também pela 26ª rodada do Brasileirão. Contudo, o marcador foi a única semelhança entre os embates – visto que o clima no Mineirão, de acordo com relatos da arbitragem, era de tensão e de bastante polêmica.

O árbitro Paulo Roberto Alves Junior relatou o comportamento de Rodrigo Caetano, diretor de futebol do Atlético-MG, durante a partida. De acordo com um trecho da súmula, o dirigente teria dado ”chutes e socos na porta do VAR” enquanto chamava os profissionais responsáveis de ”ladrão”. O documento ainda cita outro membro do clube, o senhor Eudes Pedro dos Santos, agindo de forma ofensiva: “Aqui ninguém vai nos roubar”.

“Informo que, após o término do primeiro tempo, no momento em que a equipe de arbitragem se encontrava no corredor de acesso ao vestiário, alguns membros da equipe do Clube Atlético Mineiro questionavam as decisões da arbitragem de forma veemente. Ressalto que o senhor Eudes Pedro dos Santos, funcionário do Clube Atlético-MG, no momento acima referido, pronunciou aos gritos os seguintes dizeres de forma grosseira e ofensiva em direção à equipe de arbitragem: “Aqui ninguém vai nos roubar”. Diante de tal situação, informo que me senti ofendido em minha honra e moral.

Informo ainda que, aos 41 minutos do primeiro tempo, o senhor Rodrigo Vila Verde Caetano, diretor de futebol do Clube Atlético-MG, o qual foi identificado pelos funcionários da equipe que faziam a segurança do lado de fora desta cabine, desferiu chutes e socos na porta da sala do VAR e proferiu os seguintes dizeres de forma ofensiva e grosseira: “Seus ladrões, parem de nos roubar, nós não vamos aceitar isso mais”. Ressalto que essa situação foi reportada pelos membros da equipe da sala do VAR ao final da partida”.

O Atlético-MG venceu o Santos de virada pelo placar de 3 a 1, com dois gols de Nacho Fernández, um de pênalti, e outro de Nathan Silva. Apesar do triunfo, o time mineiro não aumentou sua distância para o Flamengo, que superou o Juventude pelo mesmo placar, mas com muito mais facilidade – visto que o resultado final foi definido ainda na primeira etapa.

Na caça ao Atlético-MG, o Flamengo retorna aos gramados neste domingo (17), contra o Cuiabá, às 20h30 (horário de Brasília), no Maracanã. O time mineiro, por sua vez, encara o Atlético-GO em Goiânia, às 18h15 (de Brasília).

Publicado em colunadofla.com