O primeiro turno do Flamengo no Campeonato Brasileiro empolgou a torcida. Após um começo devagar​, o rubro-negro melhorou bastante seu rendimento e alcançou as primeiras colocações da tabela no final da primeira metade da competição. Entretanto, para terminar o Brasileirão no topo, será necessário corrigir algumas falhas crônicas na primeira parte do torneio. As informações são do globoesporte.com.

O principal problema do Fla foram os confrontos diretos. Contra os outros principais postulantes ao G-4, a equipe de Zé Ricardo conquistou apenas um ponto em 12 disputados - e este único ponto foi conquistado contra um Santos repleto de desfalques e em campo neutro. Os rivais cariocas também foram uma pedra no sapato. Mesmo sem o Vasco, principal dor de cabeça dos últimos tempos, Fluminense e Botafogo tiraram pontos importantes do rubro-negro no primeiro turno.

O segundo principal fator a ser consertado é a pontaria. O Flamengo até cria bastante, mas desperdiça muitas oportunidades. Apesar do crescimento do rendimento de seu principal homem-gol, Paolo Guerrero, o time terá de contar com melhoras de seus outros atacantes.

A pontaria ruim é uma das causas de uma outra deficiência do time: a falta de capacidade de reação. O Flamengo saiu atrás em oito jogos e só conseguiu a virada em um destes confrontos. E em um campeonato em que é importante se manter pontuando em todas as rodadas, não conseguir reagir quando sai atrás no placar é um problema gigantesco.