| Futebol

Clube de Regatas do Flamengo presta tributo a Jayme de Carvalho

O fundador da Charanga Rubro-Negra foi homenageado na Gávea

Neste sábado (07), o Clube de Regatas do Flamengo homenageou um de seus torcedores mais ilustres, Jayme Rodrigues de Carvalho. Conhecido como "O Primeiro dos Torcedores", Jayme foi fundador da primeira Torcida Organizada e Uniformizada do Brasil, a Charanga Rubro-Negra. Uma placa em sua homenagem foi descerrada no acesso à arquibancada José Bastos Padilha. Houve, também, uma missa de Ação de Graças na Capela de São Judas Tadeu, na sede social do clube.

Em frente ao tradicional Boca Maldita, o Hino Rubro-Negro, músicas de arquibancada e marchinhas de carnaval eram tocados pelos integrantes da Charanga. O clima era animado e festivo, do jeito que o homenageado do dia gostava. Após esse momento, todos os presentes reuniram-se na Capela para lembrar de Jayme. Ricardo Muci, ex-integrante da Charanga e fundador da torcida Flamante, discursou ao final da missa.

"Nós sempre tivemos o maior respeito pelo Jayme. Se você visse as fotos das torcidas no início do século, veria que as pessoas iam assistir aos jogos de smoking. A Charanga mudou a forma de se ver o esporte. O futebol, naquela época, era algo parecido com tênis, com todos elegantemente vestidos e apenas aplaudindo as jogadas. Essa festa popular que as torcidas são hoje foi criada pelo Jayme, pela Charanga. Isso é um patrimônio do Flamengo. Não foi só a primeira Torcida Organizada do Brasil e do mundo, foi a torcida que mudou a forma de se ver o futebol."

Em seguida, todos dirigiram-se ao local onde foi descerrada a placa. Ao lado da neta de Jayme, Ana Paula, e de sua tataraneta, Lilian, o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Melo, discursou em tributo ao Primeiro dos Torcedores.

"Eu tive o privilégio de conhecê-lo, pois sempre frequentei o Maracanã nas proximidades de onde ficava a Charanga, ao lado esquerdo das cabines de transmissão. E como sempre frequentei os estádios da cidade para assistir aos jogos dos times de base, tive a honra e o privilégio de conversar e receber conselhos de Jayme. Ele era visto como um ícone pela torcida, alguém quase inatingível, mas quem ia aos jogos dos times juvenis de Flamengo e Olaria na Rua Bariri encontrava com ele", disse.

O vice-presidente de Patrimônio Histórico do Flamengo, Roberto Diniz, também discursou em homenagem ao lendário Rubro-Negro.

"O Jayme tirava muitas fotografias e andava pela arquibancada as vendendo, como sustento para a torcida. Eu mesmo comprei muitas. Para mim é um tarde de muita emoção. É muito bom, também, prestar homenagem à essa torcida que, através do trabalho feito pelo Vinícius e da dedicação de Seu Gigi (atuais líderes da torcida), volta com força total. Nós só temos, como Rubro-Negros, a agradecer por mais esse incentivo que sabemos que podemos contar tanto nos campos, como nas quadras. Muito obrigado a todos vocês e parabéns ao Jayme de Carvalho, onde ele estiver."

A cerimônia chegou ao fim com os integrantes da Charanga, em frente à placa, entoando o Hino Rubro-Negro. O legado deixado por Jayme vive e seguirá acompanhando o Flamengo, onde quer que ele estiver.

* Sob supervisão de Ricardo Taves

Fonte: http://www.flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/23349/clube-de-regatas-do-flamengo-presta-tributo-a-jayme-de-carvalho

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.