| Futebol

Coluna do Torcedor: “Everton versão 2.0”

flameng - Coluna do Torcedor: “Everton versão 2.0”

Como foi divulgado nesses dias, o Flamengo prorrogou o vínculo do Everton. Ou seja, teremos o nosso “Flecha” sem muita inteligência até 2019.

Para alguns é um jogador mediano para baixo, em contrapartida, outros consideram um jogador importante para o time. Mas antes comentarei sobre o atleta “multiuso”, e um pouco da carreira do jogador.

Revelado nas categorias de base do Paraná, Everton logo se destacou com atuações interessantes. Pelo seu estilo de jogo veloz, um tanto ousado nas jogadas que efetuava. Com o rebaixamento do “Tricolor da Vila” no Campeonato Brasileiro de 2007, o clube não resistiu sobre as investidas dos times brasileiros. O Flamengo agiu rapidamente e o adquiriu.

Sua estreia com a camisa Rubro Negra foi no Fla-Flu do brasileirão de 2008. Empate de 2×2, com destaque para sua atuação, chamando a atenção principalmente por sua principal característica mencionada logo acima. Com o decorrer do tempo, não conseguiu se firmar no time principal amargando o banco de reservas.

Seu período de maior destaque foi na “Era Cuca” no ano de 2009, quando o colocou de lateral esquerdo, substituindo Juan por ter sofrido uma lesão. Durante a temporada, Everton teve a infelicidade de também sofrer uma contusão correndo risco de não retornar na temporada. Porém, o próprio atuou na partida contra o Grêmio ( 2×1 ). Onde todos nós nunca esqueceremos!

Em 2010 foi negociado com o Tigres-MEX. Retornou ao futebol carioca pelo Botafogo por empréstimo ( 2011 ), e ainda teve passagem pelo futebol coreano em 2012, onde dava indícios de que poderia ser mais um jogador brasileiro a ser esquecido. No ano de 2013 o Atlético Paranaense repatriou o atleta, novamente por empréstimo. Onde foi um dos destaques do time na campanha da Copa do Brasil, sendo derrotado na final para o seu futuro “novo clube” no ano seguinte ( Aqui vai uma dica: O Mais Querido do Brasil ).

Diante dessa trajetória do Everton até o ano de 2017, o jogador alternou entre altos de baixos. Apesar dele ser um jogador que mais corre do que pensa, o considero útil e proveitoso ao elenco. É polivalente, atua razoavelmente na lateral esquerda, no meio e pelos flancos do campo. Além de que o Zé Ricardo conta e muito com ele no grupo, fazendo com que recuperasse sua melhor forma, tanto tecnicamente quanto na parte física.

Ressalto de que não podemos tê-lo como absoluto na posição por não ser um ponta inteligente, mas para compor o elenco e ser uma peça de reposição, o “motorzinho” está apto.

Analisando com base a essa situação, foi uma boa ter prolongado o contrato com o camisa 22. Não apenas por ser um cara de grupo, mas pela entrega durante todo o jogo, raça e admitir de que ele veste literalmente o Manto Sagrado. Por já saber o que é disputar uma competição internacional pelo Flamengo, compreender como funcionam as coisas neste clube e pela identificação com a Nação.

Caio Rodrigo


Quer ver sua coluna publicada aqui também? Envie para o e-mail redacao@colunadoflamengo.com, com o assunto “Coluna do Torcedor“. O texto será avaliado e, se aprovado, publicado no site

Fonte: http://colunadoflamengo.com/2017/02/coluna-do-torcedor-everton-versao-2-0/

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.