| Futebol

Coluna do Torcedor: ‘Uma breve análise sobre o Zé’

flameng - Coluna do Torcedor: ‘Uma breve análise sobre o Zé’

O Flamengo (diretoria) mantem Zé Ricardo por algo que ele não quer fazer. É assim que enxergo!

Imagine que você é o Presidente de uma grande empresa e dentro dessa empresa você observa um jovem estagiário que está se destacando. Com o desejo de inovação você avalia e decide investir nesse jovem, o desejo de dar uma grande responsabilidade para a “nova geração”. Você chama esse jovem em sua sala, fala de suas intenções e se ele aceitar essa grande responsabilidade e oportunidade, promete que não faltarão recursos e materiais para que ele inove e alcance um crescimento para a empresa. Esse jovem agarra a oportunidade, alcança alguns importantes objetivos e seu Presidente todo animado tem a sensação de ter tomado a decisão certa. Mas ao contrário do que se pensa, ao alcançar um certo crescimento esse jovem evita dar saltos ainda maiores, começa a fazer mais do mesmo com medo de perder o seu emprego. Continua apostando nas mesmas fichas, esperando os mesmos resultados. O problema é que não há mais crescimento.

É assim que enxergo o Flamengo nas mãos do Zé Ricardo. Confesso que como amante do futebol fico feliz quando um treinador consegue ter uma continuidade em seu trabalho, visto a dificuldade que é ter essa continuidade no futebol brasileiro. Mas como amante do Flamengo não entendo mais o Zé Ricardo. Não entendo a sua meritocracia vide jogadores que não conseguem ter continuidade diante de grandes atuações, o porquê de escolher os jogadores mais questionados para sua panela (que não deveria existir), e o que considero o pior, o medo de inovar. Usar o mesmo esquema tático desde que assumiu o time é um simples exemplo. Acredito que a Diretoria do Flamengo é esse presidente que continua apostando no jovem com a esperança de que ele leve o Flamengo ao topo.

Confesso que gosto da pessoa do Zé Ricardo (o que ele aparenta pela distância que acompanho na TV) apesar de não o conhecer pessoalmente. Torço por sua carreira e em diversos momentos torci por sua continuidade no Flamengo. Mas confesso que gostaria muito de ver esse time (elenco), em outras mãos, com outros olhos, mentalidade, e o mais importante de tudo, sem medo. Sei que não é fácil ser o treinador do maior clube do Brasil, mas nem sempre a torcida está errada, na maioria das vezes ela está certa.

Marcel Matos – Itabuna Bahia

____________________________________________________

Quer ver seu texto também publicado na Coluna do Torcedor? Envie para redacao@colunadoflamengo e aguarde nossa resposta!


Fonte: http://colunadoflamengo.com/2017/06/coluna-do-torcedor-uma-breve-analise-sobre-o-ze/

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.