| Futebol

Com Alex Muralha, Flamengo encara o Cruzeiro pelo tetra

Clube trabalhou a motivação do goleiro para encarar a decisão da Copa do Brasil

Pelas mãos de Alex Muralha pode chegar o quarto título da Copa do Brasil para o Flamengo, hoje, contra o Cruzeiro, às 21h45m, no Mineirão. Sabedor disso, o rubro-negro trabalhou a motivação do goleiro e o preservou até de jogos para tê-lo em condições de dar conta do recado. Uma participação decisiva escreveria o último capítulo perfeito para o roteiro de superação de um atleta que chegou a vestir a camisa da seleção brasileira e depois caiu em descrédito com o torcedor. Com Thiago lesionado e Diego Alves não inscrito, cabe a ele ser o protagonista.

No Rio e em Belo Horizonte, Muralha recebeu apoio. O técnico Reinaldo Rueda garante que o jogador está pronto.

— É um goleiro de trajetória, experiência, mas, como todos os goleiros, tem jogos bons e jogos ruins. Está fortalecido e não tem desvantagem, só a exigência de enfrentar um grande rival. É um atleta experiente, e temos total confiança em sua capacidade para essa final — defende.

CRUZEIRO MAL NOS PÊNALTIS

Rueda comandou ontem, no Mineirão, um treinamento de pênaltis. No jogo de ida, no Maracanã, os times ficaram no 1 a 1. Como não há gol qualificado na final, um novo empate, por qualquer placar, leva a decisão para as penalidades. O quesito, aliás, está longe de ser especialidade de Muralha (pegou apenas um pênalti em 16). As estatísticas, porém, trazem notícias boas para o goleiro: o desempenho do Cruzeiro é fraco. Em 2017, o time já perdeu 11 de 25 cobranças. Dos 11 pênaltis batidos pelos jogadores que podem atuar hoje, só quatro entraram. Os dois melhores batedores do time, Sóbis (suspenso) e Ábila (vendido ao Boca Juniors), não jogam. E das três disputas por penalidades no ano, o Cruzeiro só venceu uma, mesmo assim, desperdiçando duas.

No meio-campo, o Fla também tem boas novas. Everton passou no teste e reforça a equipe na final. Resta saber se começa jogando. Essa, por enquanto, é a tendência, caso o jogador não se queixe de dor. Ele participou normalmente do coletivo e está à disposição. Paquetá é a opção. A outra dúvida é na lateral esquerda, mas Renê, que também retorna de lesão, deve levar a melhor sobre Trauco pelo poder de marcação.

MÍSTICA GANHADORA

O tetracampeonato pode coroar a retomada do Flamengo à rotina de brigar por grandes conquistas, reiniciada em 2016, mas sem apagar problemas na atual temporada, como a queda na Libertadores. O grande objetivo do ano ficou pelo caminho e aumentou a cobrança na Copa do Brasil. Porém, a meta de longo prazo projetada internamente é se manter em novo patamar.

— O Flamengo tem uma mística ganhadora. A diferença das grandes equipe do mundo é ganhar sempre — resumiu o técnico Reinaldo Rueda.

FICHA DO JOGO:

CRUZEIRO: Fábio, Ezequiel, Léo, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique, Hudson, Robinho, Thiago Neves e Alisson; Raniel.

FLAMENGO: Alex Muralha, Pará, Réver, Juan e Renê (Trauco); Cuéllar, Arão e Diego; Berrío, Guerrero e Everton (Paquetá).

JUÍZ: Luiz Flavio de Oliveira (Fifa/SP).

LOCAL: Mineirão (Belo Horizonte).

HORÁRIO: 21h45m.

TRANSMISSÃO: TV Globo, Sportv e Rádio Globo/CBN.

Fonte: https://oglobo.globo.com/esportes/com-alex-muralha-flamengo-encara-cruzeiro-pelo-tetra-21874790

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.