Com base em baixa no Flamengo, reforço da Inter de Milão passou despercebido pelo clube

Com base em baixa no Flamengo, reforço da Inter de Milão passou despercebido pelo clube

Novo reforço da Inter de Milão, o lateral-esquerdo Dalbert, de 23 anos, começou no Flamengo com a mesma geração que ganhou Copa São Paulo de juniores de 2011. Ele não chegou a disputar a competição no único ano em que esteve na Gávea. A concorrência era forte e por isso o atleta acabou fora, e foi dispensado em 2013. Na época a base rubro-negra não tinha integração com o profissional. A estrutura era comandada pelo então diretor Carlos Brazil e pelo coordenador Carlos Noval, que até hoje ocupa o cargo.

Segundo Carlos Brazil, hoje fora do Flamengo, a saída de Dalbert em 2013 se deu, provavelmente, por conta da disputa interna.

- Jogou pouco conosco. Devia estar abaixo dos que tinham lá. Somente assim algum jogador era dispensado - explica.

O futebol era comandado por Paulo Pelaipe e tinha Wallim Vasconcellos como vice-presidente. E a base ainda estava longe do ideal e sem recursos em um momento que o clube tentava se reestruturar. Os jovens tinham seus auxílios em atraso, inclusive. A qualidade técnica de Dalbert não sobressaiu, segundo Carlos Brazil.

- Futebol, né. Ideal era ter uma bola de cristal.

Se tivesse o Flamengo poderia ganhar mais que os 0,54% da transferência para a Inter de Milão, de pouco mais de R$ 100 milhões. O Rubro-negro vai receber o valor (de cerca de R$ 558 mil) graças ao mecanismo de solidariedade da Fifa aos clubes formadores.

Depois de deixar o Flamengo, Dalbert rodou pelo futebol português até chegar ao Nice, da França, em 2016. Após se destacar pelo clube francês na última temporada, o jogador assinou com a Inter até o meio de 2022.