Alegando atraso no recolhimento do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) e no pagamento de direitos de imagem, o jogador conseguiu uma liminar em dezembro para buscar um novo clube. O mais interessado (e avançado nas tratativas) é o Flamengo, que prefere aguardar o desfecho em definitivo para sacramentar a negociação.

Por ora, o Alvinegro Praiano continua prometendo fazer jogo duro e diz que só vai liberar o jovem mediante pagamento da multa rescisória de nada menos que R$ 50 milhões. Para clubes do exterior, o montante é ainda maior: 50 milhões de euros. Agora a diretoria estuda a estratégia a ser adotada para manter-se firme nesta pretensão.