Com foco em duas competições, Flamengo estreia nesta quarta da Taça Rio

Com foco em duas competições, Flamengo estreia nesta quarta da Taça Rio
A Taça Guanabara passou, agora é hora do segundo turno. Começa nesta quarta-feira (21), para o Flamengo, a Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca. Ao contrário dos outros anos, o título do primeiro turno não garante vaga direta na decisão. Porém, se terminar o seguinte com a faixa no peito, aí sim o Mengão aguardará o rival na finalíssima. 

Sócio-torcedor tem desconto na entrada e facilidade no acesso, além de ajudar o Flamengo a ser sempre mais forte. Clique aqui e seja sócio-torcedor!

HISTÓRICO

O Flamengo é o recordista de títulos do Campeonato Estadual (34x) e da Taça Guanabara (21x), mas não na Taça Rio. O Mais Querido detém oito títulos (1978 [invicto], 1983, 1985 [invicto], 1986, 1991 [invicto], 1996 [invicto],2000, 2009,  2011 [invicto]). O líder é o Vasco, com 10. 

Disputada desde 1982, a Taça Rio sempre foi a competição de "recuperação" dos times que não conquistaram a Taça Guanabara. Em nove oportunidades um mesmo time levantou as duas Taças e se sagrou campeão sem necessidade de final. O Flamengo conseguiu o feito três vezes, (1978, 1996 e 2011 - as duas últimas de forma invicta). E apenas em 1985/86 conseguiu ser bicampeão. 

TABELA 2018

A estreia da 35ª edição da Taça Rio será na quarta-feira, contra o Madureira, às 19h30, no estádio Nilton Santos. Nesta fase, os times do grupo B enfrentam os do C. Os dois melhores qualificados avançam para a semifinal (em novo duelo B x C), e os vencedores fazem a finalíssima. 

Adquira seu ingresso para Flamengo x Madureira clicando aqui!

No grupo B, o Flamengo terá pela frente a seguinte tabela:

21/02 - 19h30 - FLAMENGO x Madureira - Estádio Nilton Santos
24/02 - 17h - Fluminense x FLAMENGO - Arena Pantanal
03/03 - 17h - FLAMENGO x Botafogo - A confirmar
07/03 - 21h45 - Boavista x FLAMENGO - Bacaxá
10/03 - 19h30 - Macaé x FLAMENGO - Moacyrzão
18/03 - 16h - FLAMENGO x Portuguesa - A confirmar

ELENCO

Com a entrada da Libertadores da América 2018, o técnico Paulo César Carpegiani deverá fazer uma mescla dos times, poupando alguns jogadores e testando outros em diversas posições, conforme já adiantou em algumas entrevistas. Uma das atrações do Flamengo deverá ser a (re)estreia de Júlio Cesar no gol. O goleiro vai encerrar sua carreira no clube e provavelmente jogará na Taça Rio. 

JOGOS HISTÓRICOS

Muitos foram os jogos memoráveis que decidiram a Taça Rio. Duelos entre craques históricos com os rivais cariocas não saem da memória dos torcedores. 

A final de 1986 colcou frente a frente dois craques que depois brilhariam na Copa de 1994 e no próprio Flamengo, Bebeto e Romário. Jogando pelo Mais Querido, Bebeto ainda trilhava o caminho da consagração e já era o principal atacante do time comandado por Zagallo. E Bebeto não deu mole na decisão. 

Logo aos 18 minutos, o Baianinho marcou um golaço de falta, bem ao seu estilo, abrindo o marcador. Romário, também como costumava fazer, empatou para o Vasco, e Roberto Dinamite virou. Dono da melhor campanha, o Flamengo jogava pelo empate e foi para cima. Porém, apenas faltando nove minutos para o final, Bebeto teve a chance de empatar em cobrança de pênalti, e não desperdiçou. Com a Nação do lado, Julio Cesar virou três minutos depois e o Flamengo comemorou a conquista. No final do Estadual daquele ano, a decisão Flamengo e Vasco se repetiu, com dois empates em 0x0 nos dois primeiros jogos, o que forçou mais uma partida. Na derradeira partida, o Flamengo venceu por 2x0 (novamente, gols de Bebeto e Julio Cesar) e se sagrou campeão carioca. 

Dez anos depois, Romário mudou de lado e o Flamengo novamente encontrou o Vasco na decisão da Taça Rio. Na verdade, não foi uma decisão, pois eram grupos e pontos corridos. O Flamengo tinha a vantagem do empate para ficar com o título. O Rubro-Negro chegou à "decisão" com 26 pontos, contra 23 do Vasco, que, além de precisar vencer, teria que tirar uma diferença grande no saldo de gols. 

Mas não deu. Ciente da vantagem, o Mengão soube controlar a partida e nem precisou fazer gols para dar a volta olímpica. O 0x0 garantiu o título não só da Taça Rio, como também o Carioca invicto daquele ano. Romário não marcou, mas terminou a competição como artilheiro com 26 gols. 

A dobradinha se repetiu em 2011, ano do último título Rubro-Negro da Taça Rio. depois de ganhar a Taça Guanabara contra o Boavista (tal qual em 2018), o Flamengo encontrou o Vasco na decisão do segundo turno. De novo, invicto (como em 1996), e outro empate em 0x0. Dessa vez, a decisão foi para os pênaltis. O time comandado por Vanderlei Luxemburgo tinha craques como Thiago Neves e Ronaldinho Gaúcho em campo, mas não conseguiu a vitória no tempo normal. Sem problemas. 

Alecssandro fez o primeiro do Vasco. Renato Abreu empatou. Bernardo isolou para eles. A vantagem seria do Flamengo, mas Fierro desperdiçou e estava tudo igual. Fellipe Bastos foi bater e também mandou longe do gol. Fernando não desperdiçou a chance e botou o Mengão na frente. Elton, mais um vascaíno, também bateu para fora. Aí Thiago Neves foi lá e guardou, para dar o 32º título estadual ao Flamengo, e sua oitava Taça Rio, consagrando o Bonde do Mengão sem freio.