O lance que decidiu o clássico aconteceu logo aos 3 minutos. Diego cobrou falta na área e Rhodolfo cabeceou firme para marcar o gol da partida. No replay, fica claro que a posição do defensor era irregular - o auxiliar estava muito mal posicionado na hora da cobrança e acabou não marcando o impedimento.

Nos outros 87 minutos, o que se viu foi um espetáculo bastante pobre. O Botafogo foi atrás do empate com mais ímpeto, mas acabou levando perigo efetivo apenas em bolas paradas (o Glorioso chegou a ter um gol marcado por Kieza corretamente anulado). Já o Flamengo voltou a mostrar os problemas já conhecidos, com Diego e Éverton Ribeiro lentos na armação do time e Lucas Paquetá tentando se desdobrar para articular alguma jogada.

A entrada do garoto Vinícius Júnior, já na metade do segundo tempo, era promessa de um pouco de animação maior no duelo. A joia rubro-negra, todavia, acabou ficando somente dez minutos em campo. Após uma entrada violenta em Igor Rabello, o atacante foi expulso.

No fim das contas, a verdade é que tanto o Fla quanto o Bota jogaram muito pouco, mas o rubro-negro riu por último. Restou aos alvinegros reclamarem da arbitragem na saída de campo, já que o erro do bandeira no começo do confronto acabou decidindo o clássico. 

>>> Veja também: ​Árbitro de vídeo é oficializado como nova regra do futebol