| Futebol

Com gol no fim, Flamengo derrota o Coritiba na Ilha do Urubu

Éverton Ribeiro, de pênalti, garantiu a vitória

Parecia ser uma noite tranquila para o Flamengo na Ilha do Governador. Parecia. Após um primeiro tempo eficaz, o rubro-negro voltou a apresentar o conhecido desequilíbrio na defesa e só alcançou a vitória por 2 a 1 sobre o Coritiba graças a um pênalti nos acréscimos ontem, na Ilha do Urubu. Com o resultado, o time foi a 28, e assumiu a terceira posição momentaneamente. Na próxima rodada, o confronto será com o líder Corinthians, em São Paulo.

Com cinco mudanças no time — Éverton foi vetado no aquecimento por causa de uma gripe — para poupar os jogadores, o Flamengo, que estreou o novo uniforme amarelo, inicialmente, se adaptou bem às modificações. Um time com toque de bola mais preciso e sem afobação dominou toda a etapa inicial. Aproveitou-se, logo aos seis minutos, de um contra-ataque encabeçado pelo recém-contratado Geuvânio, que rolou para Éverton Ribeiro na esquerda. O camisa 7 tocou para Berrío no meio da área e o colombiano tocou na saída do goleiro Wilson.

A dupla foi responsável pelas melhores jogadas do rubro-negro, que trabalhou a bola com paciência. O Coritiba, que foi observado das cabinas pelo novo técnico Marcelo Oliveira, sequer chegava ao gol de Thiago. Já Wilson salvou o segundo gol ao desviar o chute cruzado de Éverton Ribeiro, que recebera de três dedos de Geuvânio.

Atento durante todo o primeiro tempo, o Flamengo piscou no primeiro minuto da etapa final. Foi o suficiente para levar o empate. A dupla de zaga formada por Rafael Vaz e Juan, que ocupou o lugar de Réver, não acompanhou Henrique, que recebeu entre os dois e deu um leve toque na saída de Thiago.

Bastou o revés para o time se desequilibrar. A tranquilidade inicial deu lugar a um time afoito, que passou a se lançar ao ataque sem cuidar da defesa. Na frente, quase desempatou após Éverton Ribeiro levantar na área, e Vaz, de bico, desviar. Mas Wilson impediu o gol. No lance seguinte, Guerrero até comemorou o gol, mas não valeu, pois a arbitragem marcou acertadamente impedimento.

Porém, lá atrás, novamente a desorganização apareceu. Thiago quase foi enganado pelo quique da bola, mas conseguiu espalmar. A partir daí, os lances mais consistentes foram do Coritiba. O rubro-negro apostava no contra-ataque e na correria de Berrío, que, aos16, foi substituído por Vinícius Júnior.

Como estava difícil organizar a bola no chão, a tentativa foi nos lances aéreos. Numa dessas, Juan tentou se redimir com uma bela cabeçada que parou no travessão. A sequência lá e cá poderia ter dado a vitória a qualquer time. Rômulo perdeu um gol no fim. Mas Vinícius Júnior deu a última chance ao Flamengo ao sofre pênalti aos 45. Éverton Ribeiro bateu com categoria para fazer o gol da vitória e encerrou o jejum de três jogos sem vencer.

Fonte: https://oglobo.globo.com/esportes/com-gol-no-fim-flamengo-derrota-coritiba-na-ilha-do-urubu-21622188

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.