Ao aumentar o preço do ingresso, as despesas rubro-negras ficam em torno de 50% da receita do estádio. Dessa forma, o Flamengo aperfeiçoou a operação de jogo na Ilha do Urubu. 

''Dentro das atuais condições a situação é satisfatória. É claro que a Ilha do Urubu é uma solução provisória, mas é o que temos no momento'', disse o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello.

A Ilha do Urubu deve ser usada em ainda 12 jogos do Brasileirão e também pela Copa do Brasil e Copa Sul-Americana. Ao final, a meta é bater os R$15 milhões investidos no estádio considerando também as rendas de bebidas e comida.

O aspecto esportivo da Ilha do Urubu também se faz importante. Jogando na nova casa, o Flamengo perdeu apenas para o Grêmio. Porém, o clube sabe das limitações do estádio, como afirmou Bandeira de Mello. 

Junto da equipe carioca, o Palmeiras possui o ticket mais caro do país. Para efeito de comparação, o Flamengo arrecadou R$2,1 milhões nos últimos cinco jogos na Ilha, já o Porco arrecadou R$2,048 milhões apenas no clássico contra o Corinthians. ​​