| Futebol

Com maior sequência no Fla, Éverton se torna referência em time de Luxa

Titular nos oito jogos sob o comando de Luxemburgo, meia deixa problemas físicos para trás e vira peça fundamental do sistema de jogo do time

Everton desembarque Flamengo (Foto: Thales Soares)Éverton recebeu o carinho do torcedor no desembarque do Flamengo (Foto: Thales Soares)

O desempenho de Everton nos últimos jogos do Flamengo tem chamado a atenção. O jogador se transformou em referência técnica do time com a chegada do técnico Vanderlei Luxemburgo, criando jogadas ofensivas, fazendo um gol (na vitória por 1 a 0 sobre o Coritiba) e ajudando defensivamente com intensidade durante os 90 minutos.

A última vez em que desfalcou o Flamengo foi justamente no jogo de despedida de Ney Franco (derrota por 4 a 0 para o Internacional). De lá para cá, atuou nas oito partidas sob o comando de Vanderlei e emplacou sua maior sequência nessa passagem pelo clube. Foi substituído apenas contra o Botafogo, o primeiro confronto da série.

Com Ney Franco, por exemplo, Everton desfalcou o Flamengo em três dos sete jogos sob o comando do treinador. Quarta-feira, no confronto com o Coritiba, no Maracanã, deve estar mais uma vez em campo. No entanto, está fora sábado contra o Grêmio por suspensão.

- Essa sequência de jogos está sendo importante. Estou voltando um pouquinho a ser o jogador do ano passado, quando fiz uma temporada maravilhosa pelo Atlético-PR. O grupo tem ajudado e o time encaixou bem com o Luxemburgo - afirmou Everton.

Com seis gols no ano, Everton divide a vice-artilharia do time com Paulinho e Hernane. Alecsandro lidera a lista, com 17. Seu entendimento da posição tem ajudado a render cada vez mais em campo.

- Venho em um momento muito bom. Sei que tenho a obrigação de marcar, fechar o meio, mas o professor manda jogar em velocidade e atacar também - comentou o jogador.

Além de Everton, o Flamengo também não terá o zagueiro Wallace contra o Grêmio por suspensão. A expectativa fica em relação ao aproveitamento de Eduardo da Silva, que levou uma pancada na região lombar na quarta-feira contra o Coritiba e não enfrentou o Vitória. Porém, nesta segunda, treinava com o restante do grupo no Ninho do Urubu e pode ser relacionando ao menos para o banco de reservas.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.