| Futebol

Com muita facilidade, Flamengo bate Figueira e segue na cola do Palmeiras

Willian Arão e Diego marcam os gols numa manhã em que o próprio Arão, Rafael Vaz e Pará tiveram muito destaque, e o time venceu por 2 a 0 no Pacaembu

flameng - Com muita facilidade, Flamengo bate Figueira e segue na cola do Palmeiras

Com grandes atuações de Pará, Rafael Vaz e Willian Arão, o Flamengo sobrou no Pacaembu e venceu facilmente o Figueirense por 2 a 0. Dominou totalmente a posse de bola e finalizou 23 vezes (o rival apenas cinco). Arão e Diego marcaram os gols do jogo. Vaz foi seguro defensivamente, desta vez errou poucos passes e deu assistência para o volante. Pará apareceu tanto na defesa quanto no ataque e marcou implacavelmente o desafeto dos rubro-negros Rafael Vaz. Cabia muito mais.

Antes de pegar o Cruzeiro no próximo domingo, às 16h, pela 27ª rodada, em Cariacica, o Rubro-Negro vai a Santiago, onde enfrenta os chilenos do Palestino, na quarta-feira, às 21h45. O Figueira recebe o Santa Cruz no Orlando Scarpelli também no domingo, às 11h. O Fla segue na vice-liderança, agora com 51 pontos, e o Figueira permanece no Z-4, com 29.

Primeiro Tempo

O Flamengo amassou o Figueirense no primeiro tempo, mas foi para o intervalo com apenas 1 a 0 no placar. Foram 12 finalizações, e o time teve 75% de posse de bola. Até os 20 minutos, o Rubro-Negro já tinha levado perigo em chutes de Rafael Vaz, Diego, Willian Arão e Jorge. A melhor chance veio aos 31 minutos, em pênalti mal marcado por Luiz Flavio de Oliveira. Leandro Damião cabeceou, e Ayrton, sem estar olhando para a bola, tocou nela com o braço. O próprio Damião bateu mal, e Gatito defendeu. Seis minutos depois, saiu o gol. Rafael Vaz, em grande dia, acertou cruzamento na medida para Willian Arão cabecear com precisão.

Segundo Tempo

Na etapa final, o Rubro-Negro iniciou com a mesma intensidade e, aos 12 minutos, já levado perigo com Diego e Réver, que, sem goleiro, bateu na trave. Depois de tanto correr, acabou cansando, mas o Figueirense deu chance ao Flamengo novamente quando Bruno Alves cometeu pênalti em Felipe Vizeu, que substituiu Damião. Diego bateu, Gatito foi nela de novo, mas a bola entrou: 2 a 0. Logo depois, uma jogada de cinema: Alan Patrick, que entrou no lugar de Everton, deu uma cavadinha para Arão, que deixou Vizeu livre para perder chance inacreditável. Aos 45, o jovem errou novamente com muita liberdade em ótimo lançamento de Vaz. Ficou a impressão de que cabia muito mais.

Fonte: http://globoesporte.globo.com/ba/futebol/brasileirao-serie-a/noticia/2016/09/com-muita-facilidade-flamengo-bate-figueira-e-segue-na-cola-do-palmeiras.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.