| Futebol

Com olhos inchados, Aldo garanteque vai ao Maracanã para ver o Fla

Campeão do UFC reconhece que sofreu na vitória contra Chad Mendes,<br>mas diz que não vai ser &quot;desfalque&quot; na semifinal da Copa do Brasil

No sábado, José Aldo teve uma luta complicada, mas venceu Chad Mendes por decisão unânime dos árbitros, e manteve o cinturão dos pesos pena do UFC. Nesta segunda-feira, ainda com os olhos muito inchados, o lutador garantiu que não terá problemas para assistir à semifinal da Copa do Brasil, entre Flamengo e Atlético-MG. O campeão garante que vai estar nas duas partidas, na ida e na volta.

- Quarta-feira, eu vou estar lá no Maracanã torcendo. Vamos ver, acho que o Flamengo vai se dar muito bem nesse primeiro jogo. Eu vou em Minas também. Pode ficar tranquilo que eu vou ao Maracanã e, se Deus quiser, ao Mineirão também, torcendo pelo Flamengo - disse o campeão, em entrevista ao "Redação SporTV".

José Aldo, campeão UFC Redação SporTV (Foto: Reprodução SporTV)José Aldo garante que, com olhos inchados, vai
seguir o Flamengo (Foto: Reprodução SporTV)

José Aldo reconheceu que foi surpreendido pela estratégia ofensiva do americano. E disse não ligar para as marcas após o combate, já que o ciunturão permaneceu em seu poder.

- Acho que, em todas as lutas desde que eu comecei, nunca tinha sido machucado como fui nessa agora. Mas fiquei feliz também. A categoria só me teve como campeão, sou o único campeão peso pena. Espero manter isso, não importa que o rosto fique assim toda vez que terminar a luta.

O campeão, agora, promete descansar e estudar as possíveis falhas na luta contra Mendes. O próximo desafio pode ser contra o irlandês Conor McGregor. E, à la Romário, José Aldo já provoca o possível adversário.

José Aldo UFC 179 Rio 5 (Foto: Twitter)José Aldo com o olho muito inchado no domingo,
ao lado do treinador Pedro Rizzo (Foto: Twitter)

- O reinado está completo. Eu sou o rei, o Chad é o príncipe e ele é o bobo da corte. Ele vem surgindo, falando bastante, fez duas lutas na categoria apenas. Mas, se futuramente for contra ele, não tem problema nenhum. Eu vou treinar e vou vencê-lo.

José Aldo comemora ainda o crescimento do MMA no Brasil e sonha acabar sua carreira reconhecido como um ídolo brasileiro.

- Eu acho que, quando a gente começou, eu tinha o sonho de ser um herói brasileiro. É lógico que a gente não sabia que o evento ia crescer como cresceu. A gente treina para isso, trabalha para isso, para ser um ídolo quando parar, como outros já foram.

saiba mais
  • "Bobo da corte", Conor McGregor se arrisca na capoeira e pede luta pelo cinturão
  • José Aldo compara McGregor a Chael Sonnen: "Nunca lutou com alguém duro"
  • Anderson Silva diz que assinou novo contrato de 15 lutas com o Ultimate

 

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.