| Futebol

Com perfil do Flamengo, Barbieri começa a ganhar força nos bastidores

Contratado em janeiro para a comissão técnica permanente, trabalho do jovem treinador é analisado de perto e tem apoio do novo diretor de futebol, Carlos Noval

flameng - Com perfil do Flamengo, Barbieri começa a ganhar força nos bastidores

Carlos Noval assumiu a diretoria de futebol do Flamengo, oficialmente, nesta segunda-feira, e parece já ter uma preferência para o comando técnico do clube: Maurício Barbieri. O jovem treinador de 38 anos conta com o apoio do novo dirigente, que já tinha feito força para contratá-lo quatro anos, conforme o próprio revelou em sua primeira entrevista coletiva. Além disso, o Lance!  apurou com fontes ligadas ao Conselho Diretor rubro-negro, que o técnico pode sim ganhar uma chance para comandar o elenco principal.

Como o Flamengo só volta a jogar no dia 14 de abril, na estreia no Campeonato Brasileiro, a diretoria rubro-negra quer observar de perto o que ele pode apresentar. Inclusive, nos primeiros dias de trabalho, o técnico recebeu elogios de pessoas ligadas ao futebol e até mesmo de alguns jogadores.

As dificuldades do mercado também se tornaram empecilhos para o Flamengo. Luiz Felipe Scolari, Cuca e Renato Gaúcho são os nomes trabalhados no momento, mas cada um com uma situação diferente que pode impedir o acerto.

Felipão tem compromissos na Europa e conversa com dirigentes do Oriente Médio e China para definir o futuro. Cuca tem muita rejeição entre o Conselho Diretor e não se sabe, ainda, se tem disposição para assumir o cargo. Já Renato, em contrato com o Grêmio, não recebeu nenhuma oferta, mas sabe-se que apenas com altos vencimentos aceitaria o desafio. Com os gaúchos, não existe multa rescisória. Ele é o favorito da torcida e da maior parte dos conselheiros, inclusive.

Noval, em sua apresentação, afirmou que o RUbro-Negro pretende escolher o técnico para a sequência de 2018 até o fim de semana. Isso inclui a ideia de manter Barbieri como treinador.

Apesar de jovem, ele tem boas referências, principalmente do próprio Noval, que acompanha de perto - alguns anos - o trabalho de Maurício. No Audax Rio, fez um bom trabalho na base, onde teve os primeiros contatos com Carlos Noval. Não veio para o rubro-negro, porque foi promovido para o time principal. 

- Barbieri é um cara extremamente qualificado. Estudou para isso. É um treinador que se envolve em todos os departamentos, e ele se encaixa perfeitamente neste perfil - afirmou Noval, na sua apresentação.

Na primeira reunião feita pelos conselheiros, os nomes foram colocados na mesa. Barbieri tem alguma rejeição por ser inexperiente e muitos acreditam que uma aposta agora pode colocar o ano a perder. Afinal, no dia 18, já tem o terceiro confronto pela Copa Libertadores - contra o Santa Fe (COL) no Rio - competição que é a grande prioridade.

Contudo, mais duas reuniões decisivas ainda estão marcadas para esta semana e, se optar por alguém de fora, o Flamengo vai oficializar os primeiros contatos. Em paralelo, o trabalho de Mauricio Barbieri com o elenco será observado muito de perto. Os jogadores podem ser fundamentais para manutenção no comando técnico. Em especial as lideranças. A diretoria pretende conversar com alguns atletas para ter uma resposta definitiva.

- Existe a possibilidade vir alguém de fora ou a efetivação de Barbieri. Estamos avaliando. Pode ser o Barbieri e pode ser alguém de fora. Não tem possibilidade fechada - esquivou-se, Carlos Noval.

A pressa não é necessariamente a tônica da diretoria, por agora. Mesmo trabalhando com a possibilidade, o Flamengo segue atento ao mercado e ciente que precisa dar uma resposta para a torcida. Pesa contra Barbieri também, o fato que o treinador já pode iniciar com rejeição. Por isso, em caso de efetivação, o Fla pode não confirmar inicialmente que vai mantê-lo, seguirá, oficialmente, em busca de um comandante efetivo.

Mauricio Barbieri iniciou a carreira em 2013 no Audax Rio, depois ficou três anos no Red Bull Brasil e passou pelo Guarani e Desportivo Brasil, até chegar ao Flamengo.

Fonte: http://www.lance.com.br/flamengo/com-mercado-complicado-barbieri-comeca-ganhar-forca-fla.html