Com representante no Chile, Rueda conversou com o Fla, mas não confirmou saída

Com representante no Chile, Rueda conversou com o Fla, mas não confirmou saída

A saída de Reinaldo Rueda do Flamengo parece apenas uma questão de horas. O treinador conversou com a diretoria rubro-negra, mas não confirmou o desligamento do clube. A princípio, o técnico colombiano vai se reapresentar no Ninho do Urubu nesta segunda-feira, mas nem mesmo o Fla tem certeza de que isso irá acontecer. Ao que tudo indica, a novela terá, enfim, seu último capítulo em pouco tempo.

A imprensa do Chile dá como certo o acordo do treinador com a Associação Nacional de Futebol Profissional (ANFP) daquele país para comandar 'La Roja'. De acordo com vários veículos chilenos, o empresário de Rueda, Ramy Abbas Issa, está no país vizinho ao Brasil acertando os últimos detalhes da negociação.

Para Rueda deixar o Flamengo, é preciso pagar a multa rescisória do contrato, de 350 mil Dólares (cerca de R$ 1,1 milhão na cotação atual). A ANFP deve arcar com esta quantia. 

Com a provável saída de Rueda, o Flamengo terá de se movimentar muito rapidamente para acertar com um novo treinador. Convidado para assumir o cargo de coordenador técnico de futebol do clube, Paulo César Carpegiani surge como um dos favoritos para comandar o time. 

Auxiliar evita falar sobre o assunto

O auxiliar técnico de Rueda e do Flamengo, Bernardo Redín, desembarcou no Rio na manhã deste domingo. Ele evitou falar com a imprensa sobre o suposto acordo do treinador com o Chile.

- Eu não posso falar nada. Que o mister fale - limitou-se a dizer Redín.

Caso Rueda acerte, de fato, com o Chile, ele vai levar Redín e o preparador físico, Carlos Velasco para formar a comissão técnica.