| Futebol

Com salários em dia, Fla ainda tem dívida com seis jogadores do elenco

Remuneração, que chegou a dois meses de atraso, é regularizada com liberação de verba de patrocínio, mas quem recebe imagem ainda tem quatro meses pendentes

Entrevista Felipe Flamengo (Foto: Richard Souza)Barrado, Felipe é um dos que têm direito de imagem a receber do Fla (Foto: Richard Souza)

Flamengo fora da confusão dentro de campo e jogadores com o bolso cheio fora dele. Vindo de cinco vitórias consecutivas no Brasileirão e com oito pontos acima do primeiro colocado na zona de rebaixamento, o Rubro-Negro quitou recentemente quase todas as dívidas que tinha com o elenco. Todos os salários, que chegaram a ficar dois meses atrasados, foram colocados em dia com o desbloqueio das verbas de patrocínio da Caixa Econômica Federal, restando apenas a dívida de quatro meses com o grupo que recebe direitos de imagem.

Ao todo, seis jogadores dos 32 do elenco atual têm a remuneração dividida desta forma: Felipe, Chicão, Cáceres, Mugni, Everton e Léo. Para o sexteto, o montante que está fora da carteira de trabalho segue em débito e não há previsão para solução. A situação, no entanto, tem sido bem contornada pela diretoria, que também mantém as premiações em dia. Apesar de o salário dos jogadores ter chegado a dois meses de atraso, outro ponto que é visto como positivo até mesmo pelo elenco é a preocupação com os funcionários: ninguém que recebe menos de R$ 40 mil sofreu com demora no pagamento.

Desde que a diretoria comandada por Eduardo Bandeira de Mello assumiu o comando do clube, a data de pagamento voltou a ser o quinto dia útil de cada mês - outras gestões mudavam a data da folha do futebol para o dia 20. Na próxima sexta-feira, expira o prazo para quitação dos salários de agosto, e a expectativa é de que todos recebam normalmente. A data coincide com o dia em que o Flamengo espera receber do Al Nassr os R$ 6 milhões referentes a primeira parcela pela venda de Hernane.

 

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.