Comentarista da ESPN analisa suspensão de Guerrero

Comentarista da ESPN analisa suspensão de Guerrero

A notícia da suspensão por mais oito meses do peruano Paolo Guerrero pegou a todos de surpresa, inclusive a própria diretoria do Flamengo, que contava com a absolvição do atacante e já conversava sobre uma possível renovação de contrato. O jogador, que já havia cumprido seis meses de punição, voltou a vestir a camisa Rubro-Negra contra o Internacional por pouco mais de 30 minutos, assim como foi diante da Ponte Preta, além de ter atuado como titular na derrota para a Chapecoense por 3 a 2, no qual marcou o primeiro gol da equipe carioca.

O comentarista da ESPN Mauricio Barros analisou a suspensão do atacante, que não terá mais chances de recorrer.

Me parece que não está sendo feita a justiça, é um exagero essa pena. Está sendo aceito o teste da contaminação, porém admite-se claramente, quando se fala em negligência, que não foi a intenção do jogador de usar uma substância química para conseguir desempenho esportivo, que é o grande absurdo do doping, e nisso tem que ser rigoroso mesmo — disse o jornalista.

Mauricio Barros ainda foi além em seu comentário.

Eu vejo como uma punição desmedida, exagera e com riquintes de crueldade, que é você deixar seis meses, o jogador volta e imediatamente se estente a pena por mais oito meses, ainda maior do que ele já cumpriu — afirmou o comentarista da ESPN.

Diante disso, o peruano, com contrato até 10 de agosto, tem grandes chances de deixar o clube da Gávea, uma vez que a punição termina apenas em janeiro. Paolo Guerrero também estará fora da Copa do Mundo.