Conselho Fiscal do Fla se reúne e avalia antecipação do valor da venda de Vizeu

Conselho Fiscal do Fla se reúne e avalia antecipação do valor da venda de Vizeu

O Conselho Fiscal do Flamengo se reúne nesta terça-feira para avaliar a operação de antecipação da receita da venda do atacante Felipe Vizeu. O Conselho Diretor, através do presidente Eduardo Bandeira de Mello, mandou ao Conselho de Administração o pedido de operação de crédito para a compra, por parte da empresa Capital 23, da dívida da Udinese. Mas a votação na última segunda-feira foi adiada por não haver parecer do Conselho Fiscal. A informação sobre a operação foi revelada pelo GLOBO no sábado (9).

O clube italiano fechou a contratação do jovem e pagaria as últimas duas parcelas em 2019 e 2020, mas o Flamengo quer usar o valor agora para pagar por Marcelo Cirino com desconto. A antecipação no último ano de mandato de Bandeira foi considerada no clube como em desacordo com o estatuto, e provocou protestos da oposição.

No artigo 45 do estatuto, é vedada a antecipação de receitas no ano derradeiro do presidente. A diretoria se agarra em outro artigo, que prevê a antecipação em casos excepcionais. Quando mandou o tema ao Conselho de Administração, mesmo contrariado, Bandeira não avisou ao Conselho Fiscal, que deveria analisar a questão antes da votação. Por isso, a votação foi adiada para quinta-feira.

Convocado em cima da hora, o Conselho Fiscal ficou desconfortável e não quis se manifestar na reunião no Conselho de Administração. Por isso, a sessão não aconteceu e os conselheiros fiscais vão analisar nesta terça-feira a operação. Se aprovada, ela segue para o Conselho de Administração. Caso contrário, não vai adiante.

O Flamengo terá um custo de 500 mil dólares em juros para a antecipação do crédito, mas defende que, ao fazer a operação, vai poupar dinheiro, pois terá um desconto no valor de R$ 18 milhões que deve a empresa Doyen por Marcelo Cirino. O valor para a quitação da dívida, no entanto, estava previsto em orçamento sem a necessidade de antecipação. Ninguém no clube ainda se dispôs a explicar a operação.