| Futebol

Contando com medalhas de rubro-negros, Brasil é campeão Sul-americano de natação

Luiz Altamir e Ana Giulia Zortea ganharam dois ouros, uma prata e dois bronzes para a Seleção; Duda Pereira representou o clube na comissão técnica

Altamir, Ana Giulia, Nana e Duda Pereira

Altamir, Ana Giulia, Nana e Duda Pereira

A menos de quinze dias para a última seletiva olímpica brasileira, três rubro-negros, convocados entre os 26 nadadores que foram à Assunção, tornaram-se campeões do 43º Campeonato Sul-Americano de Natação e mantiveram a hegemonia do Brasil na competição, realizada entre os dias 30 de março e 3 de abril. Contando com Luiz Altamir, Ana Giulia Zortea e Nathalia Almeida, além do técnico Duda Pereira, o Brasil somou 449 pontos, na classificação geral. Na segunda colocação ficou com a Argentina, 417, e a terceira com a Venezuela, com 287.50 pontos. A Seleção venceu com 41 medalhas no total, sendo 18 de ouro, 13 de prata e 10 de bronze.

A equipe feminina do Brasil também conquistou o título da categoria, ao somar 229,50 pontos. No masculino, o Brasil também se sagrou campeão ao somar, 201.50 pontos. Em uma fase importante da preparação para a última seletiva olímpica brasileira, para os Jogos Rio-2016, o Troféu Maria Lenk (de 15 a 20 de abril), os tempos feitos nesta competição são bastante significativos para analise de desempenhos futuros, além das marcas alcançadas.

Estreantes em Sul-americanos Absolutos, os rubro-negros Luiz Altamir e Ana Giulia  mostraram que não se intimidaram diante dos adversários e garantiram suas primeiras medalhas da competição.

imageVencedor dos 400m Livre e dos 200m Borboleta, prata nos 200m Livre e bronze no revezamento 4x100m Livre - ganhou medalhas em todas as provas que disputou -, Altamir teve seu esforço reconhecido pelo chefe da seleção masculina. "Nadou muito bem suas provas. Teve boas marcas para esta fase e apresentou uma atitude muito positiva e aguerrida, muito importante para o grupo", elogiou Alberto Silva.

Ana Giulia, de apenas 15 anos, se classificou para a final dos 100m Peito e ganhou o bronze nos 50m Costas, com a marca de 28s98. Foi a primeira vez que a atleta nadou a baixo de 29s. O tempo lhe valeu o recorde brasileiro na categoria Juvenil II.

Nathalia Almeida, que está com foco na Seletiva Olímpica, em abril, no Rio de Janeiro, ficou na quarta colocação dos 200m Medley, sendo a segunda brasileira melhor colocada. A jovem atleta rubro-negra ficou atrás apenas da experiente brasileira Joanna Maranhão. Com o resultado, Nana encerrou sua participação na competição no dia 31 e, ainda no Paraguai, seguiu com os treinos para a Seletiva.

Confira os resultados dos rubro-negros:

Ana Giulia Zortea:
Eliminatórias:
4º lugar - 50m Costas
9º lugar - 50m Peito
8º lugar - 100m Peito
11º lugar 200m Peito

Finais:
3º lugar - 50m Costas
6º lugar - 100m Peito

Luiz Altamir:
Eliminatórias:
4º lugar - 200m Borboleta
3º lugar - 200m Livre
2º lugar - 400m Livre

Finais:
1º lugar - 200m Borboleta
2º lugar - 200m Livre
1º lugar - 400m Livre
3º lugar - revezamento 4x100m Livre

As equipes de natação do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – Banco Bonsucesso, Furnas, Estácio, LafargeHolcim/Cimento Mauá, EY – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR), além de apoio da Confederação Brasileira de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé.A reforma da piscina olímpica da Gávea conta com investimentos da Lafarge e Ambev via Lei Estadual de Incentivo ao Esporte/Secretaria de Estado de Esportes, Lazer e Juventude (ICMS), além de recursos provenientes da Lei Agnelo Piva/Confederação Brasileira de Clubes (CBC).

Fonte: http://www.flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/23148/contando-com-medalhas-de-rubro-negros-brasil-e-campeao-sul-americano-de-natacao

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.