Diante do Flamengo, no Couto Pereira, ele tem a chance de mostrar que está totalmente recuperado emocionalmente da falha que ocasionou o gol da vitória do Grêmio sobre o Coxa há poucas rodadas atrás. De lá para cá, acabou sendo decisivo na vitória por 4 a 3 sobre o Sport, em Recife, e ainda anotou um golaço nos 4 a 0 sobre o Avaí. Neste ano, já disputou 33 partidas, sendo 27 pelo Brasileirão. “É fazer um grande jogo e mostrar totalmente o contrário daquela imagem que ficou lá quando eu passei. Você sabe a grandeza do Flamengo, eu não sou aquele Jonas maldoso que ficou a imagem. De lá para cá a gente vem crescendo, mentalmente, fisicamente, tecnicamente...”, contou o atleta ao ​Uol.

Jonas chegou à Gávea vindo do Sampaio Corrêa. No Rio, acabou tendo pouca oportunidade e foi emprestado ao Dínamo de Zagreb. “Nunca pensei em jogar uma Liga dos Campeões, e joguei contra Lyon, Juventus e Sevilla”, acrescentou. Na volta ao Brasil, novamente não encontrou espaço no time carioca. Pois agora ele tem a chance de mais uma vez mostrar seu valor e, principalmente, ajudar o Coxa a se manter vivo na luta pela permanência na Série A. Se tiver que fazer o Fla sofrer, que assim seja...

Coritiba: Wilson; Léo, Werley, Cleber Reis e Thiago Carleto; Jonas, Alan Santos, Tiago Real e Yan Sasse; Rildo e Henrique Almeida (Kleber). Técnico: Marcelo Oliveira.

Flamengo: Diego Alves; Pará (Rodinei), Rhodolfo, Juan e Renê; Cuéllar, Willian Arão e Lucas Paquetá (Diego); Everton Ribeiro, Everton e Felipe Vizeu. Técnico: Reinaldo Rueda.

​​