| Futebol

Coronel rubro-negro do Corpo de Bombeiros de São Paulo realiza sonho de ir ao Maracanã

Rogério Bernardes Duarte mora em São Paulo, escolheu o Flamengo como time de coração e sonhava em conhecer o Templo do Futebol

Na ordem: Cel. Duarte, Mateus e Artur

Na ordem: Cel. Duarte, Mateus e Artur

Após apresentarmos a paixão do Coronel Duarte, como é conhecido o rubro-negro Comandante do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo, Rogério Bernardes, o Flamengo o acompanhou em sua primeira vez ao Maracanã. Aos 51 anos e morador de São Paulo, o rubro-negro visitou o Templo do Futebol na última partida do Flamengo no Campeonato Brasileiro de 2015 contra o Palmeiras, acompanhado de seus filhos Artur, de 24 anos e Mateus, de 21. 

Emocionado com a experiência, o Coronel Duarte falou sobre a felicidade de realizar seu sonho de assistir seu clube de coração jogando no Maracanã.

"Foi uma grande emoção entrar no Maracanã pela primeira vez e poder vibrar com a animada torcida rubro-negra. Assim que avistamos o monumental estádio, ainda do lado de fora, sentimos o coração bater mais forte. No acesso para os assentos, então, nem se fale. No início do jogo, a emoção era tanta, que emudeci, imaginando como seria no início da década de 80, imaginando o estádio lotado e gritando em um único coro o nome do Zico", disse.

Cidade Maravilhosa
Além do Maracanã, Rogério e seus filhos tiveram a oportunidade de visitar o Pão de Açúcar e ficaram encantados com a beleza da Cidade Maravilhosa e com a receptividade dos cariocas.

"Pudemos constatar lá do alto, como, de fato, que o Rio de Janeiro é uma Cidade Maravilhosa. Tivemos contatos com várias pessoas durante o dia, desde nossa chegada ao aeroporto Santos Dumont pela manhã, até o regresso para o mesmo local já à noite, sendo que em todas as abordagens, solicitando dicas de passeio e de itinerários, as pessoas sempre foram solícitas e atenciosas", declarou impressionado. Apesar do resultado negativo ele comemorou a experiência. 

"Terminou o primeiro tempo e ficamos com o grito de "gol" preso na garganta. Começou o segundo e o gol não saia. Por um momento pensei: ‘será que na minha estreia no Maracanã não verei um gol do Mengão?’ Quando finalmente saiu um gol, não era do Flamengo, que coisa! Mas logo em seguida, aquele grito preso na garganta saiu numa grande explosão de alegria com o belo gol marcado pelo Pará. ‘Ufa’, pensei aliviado, agora, com a vibração da torcida, ‘vamos ganhar de virada!’ Mas a história não foi bem assim, pois o Palmeiras acabou fazendo o segundo gol, minando nossa expectativa de vivenciar ao vivo e em cores, a esperada vitória do Flamengo! Mas não faz mal. Continuaremos vibrando e torcendo pelo grandioso Mengão. Um novo ano já se avizinha e com ele renovamos nossas esperanças de ver novamente o Flamengo brilhar, levando emoção e alegria à sua imensa Nação", finalizou ainda emocionado o rubro-negro.

Fonte: http://www.flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/22667/coronel-rubro-negro-do-corpo-de-bombeiros-de-sao-paulo-realiza-sonho-de-ir-ao-maracana

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.