• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

#COVID19: Comitês envolvidos nas Olimpíadas de Tóquio precisam decidir se o evento vai acontecer no primeiro semestre de 2021 ou no meio do ano

Um dos eventos mais importantes do ano de 2020 seriam os Jogos Olímpicos – e Paralímpicos. No entanto, devido ao surto do novo coronavírus por todo o mundo, o Japão, país sede da competição, decidiu, junto aos Comitês Olímpico Internacional (COI) e Organizador, por adiá-la para 2021. Apesar da decisão de adiar as Olimpíadas, as entidades ainda não conseguiram definir uma nova data oficial para que o evento será realizado.

Parte da imprensa japonesa divulgou, na última sexta-feira (27), que os Jogos podem começar na primavera, entre abril e junho, enquanto o presidente do Comitê falou que, provavelmente, o evento será em julho. A decisão, entretanto, só deve ser anunciada nas próximas semanas. Entre os diversos fatores que devem ser levados em consideração na definição das datas, a temperatura pode ter certa influência. Além disso, a transmissão e o controle da pandemia também devem ter peso.

Enquanto o mês de julho é marcado por um calor escaldante em Tóquio, no verão, chegando nos 35ºC, a primavera japonesa não costumar superar os 25ºC. De acordo com o Globoesporte.com, a segunda opção seria muito mais propícia para a maioria dos atletas envolvidos na competição. Outro fator importante é a transmissão. A rede de TV americana NBC, é a que mais paga pela ‘divulgação’ das Olimpíadas. Para ela, entre julho e agosto seria o período ideal para a realização dos Jogos, por conta das férias escolares e universitárias nos EUA.

Segundo o Comitê Organizador, o prejuízo por conta do adiamento está em, aproximadamente, R$ 13 bilhões. Mesmo sem definição, o desejo é que as Olimpíadas aconteçam até o verão no hemisfério norte de 2021 (entre 21 de junho a 22 de setembro). A maior preocupação dos envolvidos no (re)planejamento das Olimpíadas é com a saúde e segurança dos atletas e dos torcedores. Para isso, é fundamental que a pandemia esteja controlada no período em que os Jogos forem acontecer.

Até que as decisões sejam tomadas e que tudo volte ao normal, é importante respeitar o isolamento social. Se manter em casa é a forma mais segura para evitar o contágio e a propagação do COVID-19. Outro fator fundamental é com a higienização das mãos. Lavá-las frequentemente com água e sabão, e fazer uso do álcool gel, pode ajudar a frear o número de infectados pelo vírus.

Publicado em colunadofla.com.