| Futebol

CRAQUE O FLAMENGO FAZ EM CASA

VOLTAMOS A PRODUZIR

           Vários craques já surgiram das divisões de base do Flamengo. Não à toa o Mengão construiu ao longo da sua rica história o slogan “CRAQUE O FLAMENGO FAZ EM CASA”.

            Contudo, nos últimos anos isto tem sido cada vez mais raro. Os descasos das administrações passadas com o clube e principalmente com as divisões de base tem acarretado no sumiço desta matéria prima.

            Se existiu alguma coisa boa na administração da Patrícia Amorim foi o tratamento que ela voltou a dar aos meninos da base. Talvez por orientação do Zico quando foi Diretor de Futebol, mas o mais importante foi que passamos a olhar com outros olhos para estes meninos.

            Quase que em sua totalidade, o Flamengo passou a ser detentor dos direitos federativos desses meninos, uma vez que em outras gestões eram os empresários que detinham esse direito e assim enchiam os bolsos quando aparecia algum moleque promissor e deixava o clube a ver navios.

            Nesta atual gestão do Eduardo Bandeira de Melo, o Flamengo passou a valorizar ainda mais as divisões de base, dando ênfase à preparação desses meninos para um dia chegarem aos profissionais. Foram contratados profissionais gabaritados para melhorar cada vez mais o aparecimento destes destaques e futuros craques.

            Quem conhece Jorge Marco de Oliveira Moraes ou simplesmente Jorge? Esse é o mais novo destaque e candidato a craque da nossa base e hoje atuando como titular nos profissionais.

Jorge nasceu no Rio de Janeiro no dia 28-03-1996 (19 anos), chegou ao Flamengo aos onze e desde lá vem se destacando a cada categoria que passa. Atua tanto na lateral esquerda como na meia. Fez parte do grupo que participou da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2014, foi vice-campeão da Copa do Mundo Sub-20 esse ano e um dos destaques da equipe.

Ao voltar, assumiu a titularidade da lateral esquerda do Flamengo, posição que tinha o Thalysson, Anderson Pico e o Pablo Armero, este último titular da seleção colombiana. Contudo, nenhum dos três foi capaz de segurar o moleque, que vem fazendo grandes atuações a cada partida jogada. Nos últimos dois jogos foi indiscutivelmente o melhor jogador em campo.

E para nossa felicidade, essa é uma posição em que o futebol brasileiro está muito carente. Até na Seleção Brasileira não existe uma unanimidade. Já foram testados vários jogadores e nenhum se sobressai. Acredito que em bem pouco tempo o Jorge assumirá também a titularidade da camisa canarinho. Para isto acontecer, basta ele continuar jogando o futebol  que vem demonstrando a cada partida do Mengão.

Saudações Rubro-Negras!

Mengão Sempre!

 


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.