| Futebol

Crise paira sobre os ares do Flamengo após eliminação no Carioca

flameng - Crise paira sobre os ares do Flamengo após eliminação no Carioca

A eliminação diante do Botafogo no Campeonato Carioca tornou o Ninho do Urubu um verdadeiro caldeirão e mergulhou o Flamengo em uma crise que terá desdobramentos nos próximos dias. Reuniões já foram agendadas entre os dirigentes do departamento de futebol e o presidente Eduardo Bandeira de Mello. Em pauta, muitos assuntos, como a permanência de Paulo César Carpegiani no cargo de treinador, além de mudanças na organização do setor.

Logo após a partida, visivelmente aborrecido, o vice-presidente de futebol Ricardo Lomba se desculpou pelo resultado e cogitou possíveis mudanças em todos os níveis do departamento de futebol.

“Com todo respeito ao Botafogo, jogaram bem e tiveram garra, mas não dá. Não desce. O Flamengo não é isso. Não trabalhamos para esses resultados. Peço desculpas à torcida. Foi uma vergonha o que aconteceu hoje. Chega num momento desse que temos que lamentar. Realmente eu não entendo. De novo, com todo respeito ao Botafogo, mas não dá pra entender”, disse o dirigente.

Flamengo foi derrotado pelo Botafogo no Maracanã (Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo)

Lomba defende a saída de Carpegiani do cargo de treinador, embora não fale abertamente. Porém, no departamento de futebol todos não falam a mesma língua. O diretor-executivo Rodrigo Caetano defende o comandante e não quer a troca. Caso Carpegiani saia ou volte a ser coordenador, função para qual foi contratado, o diretor pode sair do Ninho do Urubu.

A palavra de Bandeira de Mello será determinante. O presidente não gostou do destempero de Lomba, da maneira como o dirigente se referiu ao Botafogo justamente minutos depois de o Flamengo ter sido dominado e pode optar pela permanência de Carpegiani. Principalmente porque Rodrigo Caetano é homem de confiança do mandatário.

O principal problema para manter Carpegiani, porém, é que o treinador não pode ser considerado unanimidade dentro do Ninho do Urubu. Alguns jogadores entendem que ele ainda não conseguiu controlar os focos de insatisfação e nem encontrar o melhor esquema de jogo.

O tempo até o próximo jogo é o principal alento para o Flamengo, que só volta a campo para a estreia no Campeonato Brasileiro, dia 14 de abril, diante do Vitória no Estádio Barradão, em Salvador. Pela Copa Libertadores, o time retorna aos gramados dia 18 de abril, diante do Independiente Santa Fe, no Rio de Janeiro. A programação para os próximos dias ainda não foi divulgada.

Fonte: https://www.gazetaesportiva.com/futebol/crise-paira-sobre-os-ares-do-flamengo-apos-eliminacao-no-carioca/