| Futebol

Crítico da estrutura do Fla em 91, Luxa culpa fornecedor por falta de bolas

Demitido do Flamengo há 23 anos por críticas aos clubes do Rio, treinador convive com falta de material para trabalhar. Nike diz ter não condições de atender pedidos

Em 1991, Vanderlei Luxemburgo deixou o Flamengo depois de entrar em rota de colisão com o então presidente Márcio Braga. Além dos resultados, o problema foi a manifestação pública do treinador, que discutia a estrutura dos clubes cariocas, citando inclusive a falta de bolas para trabalhar.

Agora, Luxemburgo enfrenta o mesmo problema no clube 23 anos depois. Desta vez, no entanto, o Flamengo não tem culpa. Responsável pelo fornecimento das bolas, a Nike informou, há uma semana, que não tinha condições de atender o pedido pelo material.

O Flamengo adquiriu 50 bolas para trabalhar durante o Campeonato Brasileiro, mas 25 já estão inutilizadas. Durante os treinamentos, várias são jogadas para fora do campo por estarem vazias. O defeito de fábrica foi reconhecido pela empresa.

- Naquele momento (1991), a discussão que cabia era a questão de o Rio estar defasado em relação aos outros grandes centros. Atualmente ainda há clube no Rio sem centro de treinamento. Avançamos bastante, mas ainda falta. A culpa da falta de bolas desta vez é do fornecedor, que não consegue colocar o produto no mercado. Deu problema. Está esvaziando rápido por culpa da fábrica - afirmou Luxemburgo.

Gabriel e Fernando Treino Flamengo bola (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)Falta de bolas tem prejudicado treinamentos do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Na quarta-feira, porém, em nota oficial, a Nike informou que se o Flamengo fizer um pedido, novas bolas serão entregues:

"A Nike, fornecedora oficial da bola do Campeonato Brasileiro, informa que todos os produtos entregues aos clubes passam por um rígido controle de qualidade, com testes realizados em laboratório, seguindo os padrões estabelecidos pela Fifa. A Nike ainda afirma que possui o modelo Ordem Ball CBF em estoque para repor eventuais problemas, e que novas bolas serão entregues aos clubes que fizeram a solicitação".

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.