Por um lado, tínhamos a Raposa com apetite voraz, grande favorita não só ao título da Copa como também do Brasileirão. Prognósticos que se confirmaram. O ano da tríplice coroa e da forma exuberante do meia Alex. Após um empate por 1 a 1 no Maracanã, com gols do próprio Alex, para o Cruzeiro, e Fernando Baiano, para o Flamengo, o clube celeste fez 3 a 1 em casa e levantou a taça.

O momento do Rubro-Negro, como um todo, também era bem diferente do atual. O elenco contava com poucos nomes de peso no cenário nacional. Além disso, em situação financeira delicada, apostava em garotos para completar o plantel (Júlio César, Felipe Melo, dentre outros). Nada de grandes estrelas como hoje em dia.

Nos dias 7 e 27 de setembro, os times decidirão quem será o campeão da edição 2017 e se dessa vez a história será diferente. A torcida carioca espera que sim. A mineira, não imagina outro resultado que não mais um troféu para Belo Horizonte.