| Futebol

Cuéllar melhora a saída de bola do Flamengo

flameng - Cuéllar melhora a saída de bola do Flamengo

A saída de bola no futebol é a transição da defesa para o ataque, e pode ser feita de diversas maneiras. Uma delas, é a ligação direta, que consiste basicamente em lançamentos feitos da defesa para o ataque sem passar pelo meio de campo, embora ela facilite a marcação adversária, pode ser uma tática interessante em alguns momentos do jogo, principalmente quando se tem atacantes com domínio de bola em campo. Outra forma de saída, é a que o meio de campo toma conta dessa transição a partir de seus volantes, inclusive é a que o Flamengo mais usa.

O rubro-negro, por características históricas, sempre foi um time de toque de bola e ofensivo, seja dentro de casa, seja fora, por isso, treinadores que tentam mudar a forma do time jogar, sofrem muita pressão da torcida. Zé Ricardo desde o seu início, arma o time com Márcio Araújo, que é um a menos na saída de bola, deixando essas funções para os zagueiros e Arão, porém com esse último muito mal tecnicamente, o meio de campo do time parou, e o time enfrentou dificuldades nas últimas rodadas.

Enfim, o treinador, barrou William Arão, colocando Gustavo Cuéllar em seu lugar, volante conhecido pelo bom toque de bola e movimentação. E nesse último jogo contra a Ponte Preta, o colombiano fez uma de suas melhores partidas pelo Flamengo, dando fluidez na saída de bola, e contribuindo com 6 desarmes, o dobro de Márcio Araújo, o que quebra um pouco o mito de que MA é o “rei dos desarmes”. Segundo o Footstats, o colombiano realizou 10 roubadas de bola em 238 minutos jogados nesse Brasileiro, enquanto Márcio realizou 9 em 614 minutos!

Embora muitos dizem, até mesmo o treinador, que ele seja um segundo volante e dispute a posição com Arão, Cuéllar mostra que pode sim, ser o primeiro homem de meio de campo, com isso, o time pode abrir mão do inoperante Márcio Araújo, que se mostra cada vez mais ineficiente em um time que precisa demais de jogadores inteligentes no meio de campo. Opções interessantes no banco é o que não falta para o treinador.

Deixar um jogador com o potencial de Cuéllar tanto tempo na geladeira, é inexplicável. Já era pra ele estar muito mais adaptado com o futebol brasileiro, e entrosado com o time. Tempo no futebol é dinheiro, e o colombiano é um ativo precioso do clube. O que se espera é que com essa última atuação é que ele se firme no time titular e tenha no mínimo, as mesmas oportunidades que Arão e Márcio Araújo tiveram.

Saudações Rubro Negras.

Por: Wesley Paulo

Fonte: http://colunadoflamengo.com/2017/06/cuellar-melhora-saida-de-bola-do-flamengo/

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.