| Futebol

Da 10 a 6: saiba o que esperar de Trauco, o novo reforço do Flamengo

Lateral-esquerdo é a primeira contratação do Rubro-Negro nesta janela de verão e jornalista peruano conta o que esperar do novo atleta do time carioca

flameng - Da 10 a 6: saiba o que esperar de Trauco, o novo reforço do Flamengo


A primeira contratação do Flamengo para a temporada de 2017, não é muito conhecido do público rubro-negro. De acordo com o jornalista peruano Omar Paredes, do jornal Depor, o lateral era o camisa 10 do Unión Comercio, time que atuava antes de ir para o Universitario, e foi improvisado na lateral esquerda. Segundo ele, Trauco foi a grande revelação do futebol peruano neste ano.

- Trauco tem muita técnica na bola parada e cruzamentos como o que fez no jogo contra a Argentina, que gerou o gol do Guerrero. Foi um cruzamento de primeira, de curva e que para muitos foi um cruzamento perfeito. Ele viu a posição de Guerrero para pegar a bola. Quando ele jogava nos juvenis chegou a atuar como meia. Depois quando o time precisou de um lateral-esquerdo e ele era canhoto, foi puxado para a posição. Essa é a situação. É um jogador com muita técnica e tem capacidade para pegar muito bem na bola.

Tendo a parte ofensiva como melhor qualidade, Trauco deixa a desejar na hora da marcação. Para o jornalista peruano, um exemplo da deficiência do jogador foi no jogo contra o Chile, pela Eliminatória da Copa do Mundo. Segundo Paredes, por mais que o atleta tenha resistência física, peca no mano a mano.

- Uma coisa que ele tem que melhorar muito são os tempos. Para subir e não deixar a defesa desguarnecida. Ele às vezes vai muito e se descuida do setor defensivo. Como no jogo contra o Chile, por exemplo. No primeiro tempo Trauco foi superado pelo Isla, que ficou praticamente como atacante. Quando Isla driblava, Trauco ia para o outro lado, ele não conseguiu marcar bem. Se você observar Peru e Chile vai ver os pontos fracos de Trauco. Mas ele tem muita recuperação em uma partida. Tem muito vigor físico, não cansa muito. Sempre chega bem no fim do jogo. Mas os pontos fracos é que ele ainda tem que melhorar a marcação, o mano a mano com os atacantes, como foi o caso de Isla, que encarou muito e ganhou sempre.

Nascido na cidade peruana de Tarapoto, em 1992, o canhoto Miguel Trauco estreou nos profissionais em 2011 pelo Unión Comercio. Em 2016, ele se transferiu para o Universitario, onde teve passagem discreta, mas participou da conquista do título do campeonato peruano, Torneo Apertura. O lateral-esquerdo foi convocado pela primeira vez pela seleção peruana em 2014 e tem 12 partidas representando seu país.

*Estagiário, sob a supervisão de Sofia Miranda

Fonte: http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2016/12/da-10-6-saiba-o-que-esperar-de-trauco-o-novo-reforco-do-flamengo.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.