| Futebol

Damião e Guerrero podem fazer dupla de ataque do Flamengo contra Chapecoense

Zé Ricardo testou os dois no último treino em Chapecó

O técnico Zé Ricardo testou suas principais peças ofensivas para a partida deste, entre Flamengo e Chapecoense, às 16h, na Arena Condá, pelo Brasileiro. Leandro Damião e Guerrero formaram a dupla de ataque no início do treino de sábado, já em Chapecó, e podem começar jogando. Se a escalação se confirmar, será a primeira vez que os dois atacantes entram em campo juntos. O tamanho do desafio rubro-negro justifica a iniciativa do treinador: em dez jogos em casa, a Chapecoense sofreu apenas uma derrota no Brasileiro — para o Corinthians por 2 a 0.

Damião chegou ao Flamengo em uma época de seca de gols de Guerrero. Enquanto o companheiro se preparava para a estreia, o peruano reencontrou o caminho das redes e criou-se a expectativa se os dois poderiam jogar juntos. Pesa contra a parceria o fato de eles terem a mesma característica, jogadores de área.

Na última partida do Brasileiro, contra o Grêmio, Leandro Damião substituiu Guerrero, que estava suspenso. Damião saiu de campo aplaudido pela torcida em Brasília após ter uma boa atuação e fazer o primeiro gol da vitória por 2 a 1. No jogo seguinte, contra o Figueirense, pela Sul-Americana, o peruano voltou ao time e não fez gol. Na partida deste domingo, com a dupla em condições de jogo, a torcida pode ver pela primeira vez os dois atacantes do rubro-negro em campo.

— É uma possibilidade. Já fizemos treinamentos com essa formação. Temos o retorno do Guerrero para o Brasileirão e o Leandro Damião à disposição. Não descarto essa possibilidade, pois são dois grandes jogadores. Temos que pensar bem pelas características do adversário — disse Zé Ricardo.

BOA SEQUÊNCIA

A partida vale a permanência do Flamengo no G-4. Com 37 pontos, o rubro-negro está na quarta posição, enquanto Santos e Grêmio jogam hoje de olho numa das vagas para a Libertadores. Com 36 pontos, a equipe paulista recebe o Figueirense, na Vila Belmiro, às 11h. Já o time gaúcho tem 35 e enfrenta o Atlético-MG, às 16h.

Para se manter entre os quatro primeiros, e até subir na tabela, o Flamengo tenta voltar a ter uma boa sequência. Nos últimos oito jogos, o time sofreu apenas uma derrota. O tropeço foi contra o Sport, em Recife por 1 a 0. Depois disso, o time voltou a vencer contra o Grêmio, jogo que marcou a estreia de Diego, em Brasília. O desgaste das viagens fez com que Zé Ricardo poupasse jogadores no confronto com o Figueirense, pela Sul-Americana, na última quarta-feira.

— Na verdade, a gente vinha há seis jogos sem perder, tivemos a derrota para o Sport e conseguimos um resultado contra uma equipe candidatíssima ao título (Grêmio). Temos a intenção de pontuar aqui em Chapecó. Por isso tivemos cuidado de rodar jogadores por conta desses jogos seguidos. Às vezes não dá certo, mas temos que seguir convictos do que planejamos. Agora, é pensar na Chapecoense e sair daqui com um resultado bom — comentou o treinador.

Enquanto o time disputar duas competições simultaneamente, Zé Ricardo deve continuar fazendo rodízios na equipe titular.

— Sabíamos desse afunilamento das competições, e o desgaste é muito grande. Em algum momento, teríamos que fazer o elenco rodar — explicou Zé Ricardo.

Fonte: http://oglobo.globo.com/esportes/damiao-guerrero-podem-fazer-dupla-de-ataque-do-flamengo-contra-chapecoense-20006440

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.