| Futebol

De gol antológico a decisões, lembre duelos históricos de Fla e Santos

Adversários diretos na briga pelo G4, Rubro-Negro e Peixe já decidiram Brasileirão e fizeram partidas marcantes por competições nacionais, regionais e internacionais

flameng - De gol antológico a decisões, lembre duelos históricos de Fla e Santos

A rivalidade entre Santos e Flamengo está a poucas horas de escrever mais um capítulo de sua história. Nesta quarta-feira, às 21h45, na Arena Pantanal, em jogo válido pela 18ª rodada do Brasileirão, as duas equipes fazem um confronto direto para se firmar de vez na luta por uma vaga no G4.

Porém, santistas e rubro-negros já se cruzaram em outros momentos de sua história para fazer partidas decisivas. Desde caminhadas por vaga até disputas por títulos e partidas memoráveis, o LANCE! enumera jogos marcantes deste confronto.


SANTOS 2x1 FLAMENGO - 22/5/1983 - EUFORIA INICIAL SANTISTA...

Os santistas saíram na frente na luta por ser o melhor do Brasil. A categoria de Pita abriu o placar no primeiro tempo, e Serginho Chulapa ampliou a vantagem na etapa final. Porém, dos pés de Baltazar, o "Artilheiro de Deus", os rubro-negros sairiam do Morumbi com confiança na busca pelo tricampeonato brasileiro.

FLAMENGO 3x0 SANTOS - 29/5/1983 - ... MAS BRASILEIRO É DO FLA!

A desvantagem do Flamengo na luta pelo título brasileiro se esvaiu em um minuto: Zico estufou a rede em um Maracanã com 155.523 pessoas. Ainda na etapa inicial, Leandro marcou o segundo gol rubro-negro. Adílio garantiu o triunfo por 3 a 0, e o tricampeonato do Flamengo. 

COPA LIBERTADORES DE 1984 - DUAS GOLEADAS RUBRO-NEGRAS

Como era rotineiro, os dois finalistas do Brasileirão se reencontraram no ano seguinte na fase de grupos da Copa Libertadores. E o Flamengo não tomou conhecimento do Santos.

Em 11 de fevereiro de 1984, Mozer (marcando duas vezes), Lico e Tita decretaram a goleada por 4 a 1 no Maracanã. O gol santista foi de Lino. No Morumbi, em 20 de abril, o Rubro-Negro foi ainda mais avassalador: um sonoro 5 a 0. Bebeto, Mozer e Edmar e Tita (duas vezes) garantiram o triunfo. 

FLAMENGO 3x1 SANTOS - 8/7/1992 - PARTIU, TÍTULO, MENGÃO?

Em um Brasileirão que via seus finalistas serem conhecidos na fase de grupos, o Flamengo entrou em campo no Maracanã precisando de uma combinação de resultados para seguir na disputa do título: sua vitória sobre o Santos e de uma vitória do maior rival, Vasco, sobre o São Paulo. Com uma equipe aguerrida, os rubro-negros fizeram sua parte, garantindo um triunfo por 3 a 1, graças a Nélio, Gaúcho e Bernardo (contra), enquanto Marcelo Passos descontou para os santistas. O Cruz-Maltino também fez sua parte, goleando por 3 a 0, e levando o Fla para a decisão, na qual o rubro-negro superou o Botafogo. 

RIO-SÃO PAULO DE 1997 - SANTOS É CAMPEÃO E CALA MARACA!

Um misto de alívio e de superação marcou a conquista do Torneio Rio-São Paulo. Lidando com um incômodo jejum de 13 anos sem títulos, o Santos encarou o Flamengo na Vila Belmiro com um desafio forte: como os rubro-negros tiveram melhor campanha, precisavam de um empate para dar a volta olímpica sem necessidade do segundo jogo.

Só que a história começou a mudar em 4 de fevereiro de 1997: logo de início, o baixinho Alessandro abriu o marcador e, em seguida, Macedo ampliou a vantagem da equipe comandada por Vanderlei Luxemburgo. Marcelo Ribeiro descontou, mas não evitou a derrota por 2 a 1. Mesmo podendo empatar no jogo de volta, o Santos saiu na frente com Ânderson. O Flamengo, precisando da vitória e empurrado por sua torcida, obteve a virada, com dois gols de Romário ainda no primeiro tempo. Na reta final, Juari garantiu o 2 a 2 com volta olímpica no Maracanã e fim de um jejum que durava desde o Paulistão de 1984.

COPA DO BRASIL DE 2000 - SOBERANIA SANTISTA

Flamengo e Santos se cruzaram nas quartas de finais da Copa do Brasil em um embate de equipes que vinham de decisões estaduais. E o finalista do Paulistão não quis saber do bicampeão carioca.

Em pleno Maracanã, os santistas aplicaram um sonoro 4 a 0, com Dodô marcando duas vezes na etapa inicial e Caio ampliando no segundo tempo. Rincón ainda desperdiçou um pênalti, mas o elenco rubro-negro saiu sob vaias naquele 21 de junho de 2000. Na Vila Belmiro, os santistas voltaram a vencer, pelo placar de 4 a 2. Dodô marcou três vezes e Maurinho (contra), garantiu a soberania da equipe praiana. Já Petkovic e Mozart fizeram os gols do Rubro-Negro. 

COPA SUL-AMERICANA DE 2004 - MISTÃO DO SANTOS DESPACHA FLA

O "reencontro internacional" de Flamengo e Santos ocorreu na Copa Sul-Americana de 2004. Diante do time misto dos santistas, o Rubro-Negro arrancou um empate em 0 a 0 em plena Vila Belmiro. Em uma partida eletrizante no Raulino de Oliveira, Basílio abriu o placar para o Santos e, ainda no primeiro tempo, Ibson marcou duas vezes. Porém, a decisão ganhou contornos de drama com um "titular" que entrou em campo: Deivid, que teve passagem anos mais tarde pela Gávea, igualou o marcador e levou o jogo para os pênaltis. Com Mauro defendendo pênaltis de Dill e André Bahia, a equipe praiana passou de fase.

FLAMENGO 1x0 SANTOS - 31/10/2009 - CAMINHO PARA O BRASIL!

Em 31 de outubro de 2009, a torcida do Flamengo viu uma partida contra o Santos ser motivo para estender seu otimismo na luta por voltar ao caminho do título brasileiro. Logo aos seis minutos, Léo Moura alçou bola e Adriano subiu mais do que a defesa para abrir o placar. Porém, a euforia da torcida rubro-negra teve outros motivos para vibrar: por duas vezes (uma em cada tempo), Paulo Henrique Ganso teve a oportunidade de estufar a rede em pênaltis, mas Bruno defendeu as cobranças, garantindo o 1 a 0.

SANTOS 4x5 FLAMENGO - 27/7/2011 - GOL DE GÊNIO E JOGO ÉPICO

O Brasileirão de 2011 não ficaria nas mãos de Santos ou Flamengo, mas um dia traria momentos memoráveis para as duas torcidas. Em um 27 de julho alucinante, os donos da casa abriram o placar aos quatro, com Borges, e ampliaram aos 16, com Neymar. Porém, o atual capitão da Seleção Brasileira ainda faria mais: aos 25, deixou para trás Léo Moura e Willians e, depois de tabelar com Borges, desconcertou Ronaldo Angelim, abrindo 3 a 0 - em gol que rendeu a Neymar o Prêmio Puskas de 2011.

Só que o Flamengo encontrou fôlego a partir dos 28 minutos. Ronaldinho aproveitou cruzamento e diminuiu e, três minutos depois, foi a vez de Thiago Neves estufar a rede para marcar o segundo gol. Elano teve a chance do quarto gol santista, mas cobrou o pênalti de maneira bisonha, e viu Felipe fazer embaixadinhas. No fim do primeiro tempo, Deivid igualou.

O Santos manteve o fôlego na volta do intervalo. Aos cinco, Neymar cobrou falta e deixou a equipe em vantagem. Só que os Rubro-Negros viram Ronaldinho fazer uma obra-prima: em cobrança de falta, tocar a bola por baixo da barreira, vencendo Rafael. Em seguida, com calma e categoria, o próprio craque decretou o triunfo rubro-negro.


SANTOS 0x0 FLAMENGO - 26/5/2013 - ADEUS, NEYMAR!

O duelo entre Santos e Flamengo ainda serviu como marco para o fim de uma "era" recente na equipe santista. Diante de 63.501 pagantes no Mané Garrincha, Neymar fazia seu jogo de despedida do clube antes de ir para o Barcelona. A partida teve leve superioridade dos rubro-negros, mas não saiu do 0 a 0, em jogo válido pela rodada inaugural do Brasileirão de 2013.

Fonte: http://www.lance.com.br/brasileirao/gol-antologico-decisoes-lembre-duelos-historicos-fla-santos.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.