| Futebol

Debaixo d'água: Curiosidades do Polo Aquático rubro-negro

Confira algumas regras básicas da modalidade.

flameng - Debaixo d'água: Curiosidades do Polo Aquático rubro-negro

Créditos da foto: M1ND

O polo aquático do Mais Querido é um dos mais fortes do país. Para você ficar ainda mais antenado neste esporte, o Site Oficial do rubro-negro mergulhou de cabeça e trouxe um pouco mais sobre o mundo desta modalidade. A série Debaixo d'água vai trazer desta vez algumas curiosidades sobre o polo aquático, como as regras e fundamentos do esporte, e vai te deixar por dentro de tudo que se faz presente no dia a dia dos nossos atletas.
 
Nesta primeira matéria especial da modalidade vamos mostrar algumas regras básicas para o entendimento deste esporte. 
 
Regras: Os times são compostos por um goleiro, seis jogadores e mais seis suplentes. Durante a partida de polo aquático, os jogadores não podem tocar no fundo e nem nas paredes da piscina durante todo o jogo.Outra regra fundamental é que, com a exceção do goleiro, os jogadores só podem controlar a bola com uma mão de cada vez. 
 
Toucas: No jogo de polo se pode perceber três cores de toca na piscina, certo? Então... O time da casa sempre usa uma touca na cor azul e o time visitante na cor branca. Os goleiros, como forma de diferenciação, usam toucas vermelhas.
 
Períodos: Assim como o Basquete, no polo o jogo se realiza em quatro períodos, mas cada um com sete minutos de duração e dois minutos de intervalo. As substituições são permitidas apenas quando uma equipe marca um gol, entre períodos ou quando um jogador sai pela área de reentrada.
 
Faltas: Possuem dois tipos de falta, as faltas simples e faltas pessoais. As faltas simples acontecem quando a bola é tocada com as duas mãos ao mesmo tempo, quando ela é submersa após pressão do adversário, quando se impede a passagem sem a posse de bola, quando o adversário é empurrado e quando o tempo de remate à baliza é ultrapassado (35 segundos). As faltas pessoais acontecem quando um defensor é excessivamente agressivo com o outro jogador. Ela inclui agarramentos, chutes e empurrões debaixo d'água. Quando a falta simples é assinalada, a equipe que sofreu a falta tem direito a cobrar um lance livre do local da infração. Nas faltas pessoais, o atleta que cometeu pode ter a expulsão de 20 segundos, receber penalidades ou até mesmo a exclusão da partida. 
 
Além de todas essas regras, as equipes de polo aquático também contam com outros elementos primordiais: disciplina e dedicação. Combinado com a grande rotina de treinos, nossos atletas levam o Mais Querido aos resultados mais expressivos, como, por exemplo, o recente Vice-Campeonato no Brasil Open. 


*Sob supervisão de Isabel Oberg


As equipes de polo aquático do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – AmBev, Rede D’or, IRB Brasil RE, CSN, Brasil Plural, EY – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR), além de apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé. O Projeto Anjo da Guarda Rubro-Negro, de transferência fiscal de pessoa física, beneficia todas as modalidades olímpicas do Mais Querido.

Fonte: http://flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/25660/debaixo-dagua-curiosidades-do-polo-aquatico-rubro-negro

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.