A tese apresentada pela defesa é simples e se baseia em exames capilares feitos pelo atleta. Está comprovado que a contaminação que fez com que Guerrero fosse flagrado no antidoping por benzoilecgonina, principal metabólito da cocaína, não foi aconteceu por ingestão direta da droga

Caso a tese não seja aceita pelo tribunal da FIFA, os advogados entrarão imediatamente com recurso junto ao CAS, corte máxima do esporte. E um caso julgado pelo tribunal serve como alento: também flagrado por uso de cocaína, o tenista Richard Gasquet conseguiu provar que a contaminação foi acidental e teve a pena reduzida

​​