| Futebol

Depoimento de Luiz Antônio é adiado, e atleta segue fora dos treinos

Advogado informa que jogador está à disposição para comparecer à delegacia e explicar suposto envolvimento com mílicia carioca

luiz antonio treino flamengo  (Foto: Cahê Mota)Luiz Antônio em um treino do Flamengo
(Foto: Cahê Mota)

Acusado de ligação com uma milícia do Rio de Janeiro, Luiz Antônio não dará depoimento nesta quarta-feira, como previsto. O comparecimento do volante do Flamengo à delegacia especializada que cuida do caso foi adiado, mas ocorrerá até o fim da semana.

Segundo o advogado Michel Assef Filho, o atleta está à disposição:

- Queremos que seja o mais rápido possível.

Enquanto não resolve a situação com a Justiça, o jogador segue afastado dos treinamentos e está praticamente fora do duelo contra o Coritiba, domingo, na capital paranaense.

Entenda o caso

A polícia passou a suspeitar a ligação de Luiz Antônio com o crime organizado após depoimento de um ex-integrante da milícia que atuava na Zona Oeste da cidade e teve mais de 20 presos na quinta-feira (7). As declarações foram exibidas no Fantástico deste domingo (10). Entre outras revelações, o criminoso contou que um jogador de futebol frequentava churrascos realizados nos fins de semana, com direito a "muita mulher" e "cerveja".

Segundo a polícia, Luiz Antonio, que atuou como titular na vitória do Flamengo contra o Sport neste domingo, teria dado um carro de luxo a um dos chefes da milícia. Após o presente,  ele teria registrado o roubo do veículo em uma delegacia para poder receber o dinheiro de seguro. Segundo os investigadores, o jogador teria cometido estelionato.

"Já foi instaurada uma investigação", disse o delegado da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco), Alexandre Capote. “Ele presenteou o miliciano para ficar bem com ele e, ao mesmo tempo, cometeu um estelionato, uma fraude com fim de receber o valor do seguro desse carro. Foi um familiar do jogador que comunicou falsamente o roubo desse carro”, acrescenta o delegado.

A Secretaria de Estado de Segurança (Seseg) informou, às 15h20, que o jogador do Flamengo e seu pai, Luiz Carlos Francisco Soares, foram intimados pela polícia para prestarem depoimento sobre o caso.


Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.