| Futebol

Desnecessário

flameng - Desnecessário

Com muito medo de levar uma voadora no peito, quando eu estiver andando pela rua distraído nos próximos dias, eu vou falar algumas verdades* sobre Felipe Melo.

Paquerando com o Flamengo há tempos, ou pelo menos alimentando a expectativa da Nação Rubro-Negra, Felipe Melo agora também começa a flertar com o São Paulo, o que deve promover um leilão para quem quiser contar o controverso volante em 2017.

Eu tento, mas não consigo acreditar que Felipe Melo seja esse baita reforço como acreditam, não vale o que pede ultimamente, péssimo custo benefício, e não agregaria tanto ao time. Explosivo, agressivo, e inconsequente, poderia se tornar uma dor de cabeça.

Fora de campo, o volante gosta de alimentar a esperança da galera saudosista, que vê nesse estilo ‘indomável’ um suposto espírito rubro-negro. É o típico ‘jeitão’ do volante anos 90, que fala o que quer na mídia, e desce o sarrafo em campo, igual Cocito, Dinho, Jorginho, e cia…

Além de ficar marcado na história do futebol  como o grande vilão da seleção brasileira na Copa do Mundo de 2010, Felipe Melo coleciona outras confusões, em campo e fora dele, como no bate boca de baixo nível com o grande jornalista Renato Maurício Prado.

Acredito, é claro, que o cara é flamenguista de coração mesmo, não precisa procurar muito para encontra-lo vestido com o manto sagrado rubro-negro em uma de suas páginas nas redes sociais, até o tijolinho da Patrícia Amorim o rapaz comprou.

Mas não se espante se nessas mesmas páginas você encontrar o jogador vestido com a camisa de outros clubes do futebol brasileiro. Felipe melo é um marqueteiro de marca maior, e sabe se vender como poucos ultimamente no futebol.

Se ele posta foto com a camisa do Flamengo, ele também posta foto com a camisa do São Paulo, como fez em 2015. Isso, pra mim, é falta de profissionalismo, não tem que vestir nenhuma camisa além da que paga o seu salário, nem mesmo a do Flamengo.

Tenho receio de que o volante possa desestabilizar, e desagregar o tão unido grupo rubro-negro. Não existe no elenco do Flamengo nenhuma guerra de ego, será que Felipe Melo não começaria uma se acabasse na reserva do nosso glorioso Márcio Araújo?

Acredite, Márcio Araújo não deve em quase nada para o Felipe Melo, o senso de marcação é o mesmo, e com a bola no pé o jogador da Inter de Milão leva ligeira vantagem, mas nada que justifique a imensa diferença em seus respectivos salários.

A contratação de Felipe Melo poderia se tornar um tiro no pé, assim como a contratação de craque(?) Paolo Guerrero. Caríssimo, sem efetividade, e dificílimo de conseguir se livrar, o Flamengo não pode pagar pra ver novamente, ou vai cometer o mesmo erro?

Precisamos de peças para a posição, sim, mas o mercado após o dia 4 de dezembro irá desenhar melhores oportunidades, o Flamengo não pode se precipitar.

Que os deuses do futebol estejam com o Flamengo!

Vinny Dunga
vinny.dunga@colunadoflamengo.com

Fonte: http://colunadoflamengo.com/2016/11/desnecessario/

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.