Vitinho está na segunda temporada de empréstimo ao Internacional, por isso a resistência do CSKA em liberá-lo para mais um ano no Brasil - mesmo que seja no Flamengo, uma das maiores vitrines do país. Os russos exigem cerca de € 8 milhões - algo como R$ 29 milhões - pelos direitos econômicos, valor que o rubro-negro considera bastante elevado.

Ao mesmo tempo em que os dirigentes trabalham buscando formas de diminuir a resistência do CSKA, seja envolvendo jogadores do elenco, seja tentando a ampliação do vínculo de Vitinho com o clube russo, existe a concorrência do Internacional. Embora esteja mais focado neste momento em escapar do rebaixamento, a equipe gaúcha naturalmente tem interesse na permanência de seu principal atacante. Neste missão, o Colorado tem o auxílio de Delcir Sonda, antigo parceiro e espécie de mecenas neste tipo de empreitada. 

O fato é que o atleta é visto como uma peça essencial no planejamento dos dois clubes para 2017. O CSKA sabe que o atleta está valorizado e não deve ceder em suas exigências. Ou seja, o futuro de Vitinho ainda deve ser motivo de muito assunto até o começo da próxima temporada.