Questionado sobre o mau momento e a convocação, Diego ressaltou que a regularidade é um fator importante ao avaliar a temporada até aqui.

"Acredito que é difícil comentar. Estamos aqui para jogar, muitos analisam e opinam, temos que respeitar. Uma coisa é verdade, ninguém alcança os objetivos por ser bonito ou simpático. O mérito tem que ter, a queda não pode ser brusca, mas manter um alto nível sempre em uma temporada de 70 ou 80 jogos, com viagens e tudo mais, analisando o futebol brasileiro,é complicado. A queda de rendimento acontece, só não pode ser brusca. Estou satisfeito com a temporada que estamos fazendo", afirmou o camisa 35, em entrevista ao ​Lance!.

Apesar de não viver sua melhor fase desde que chegou ao Flamengo, Diego se mostrou decisivo para a equipe quando marcou o gol da classificação para a final da Copa do Brasil, contra o rival Botafogo, no Maracanã. O meia falou sobre a importância da experiência adquirida no Rubro-Negro e como ela pode ajudar na Seleção.

​"É um fator importante para jogar na Seleção, a experiência e maturidade te preparam para agir de forma correta quando estiver lá. O Flamengo me ajuda muito, é um clube gigantesco, a cobrança é constante jogando aqui. Apesar dos meus 32 anos, isso vai me lapidando no dia a dia. Independente de estar em evidência ou não, da equipe estar bem ou não, eu nunca vou me omitir", concluiu.

​​