| Futebol

Diego cria apreensão no Flamengo ao sair de campo com dores

Meia terá dez dias para se recuperar a tempo de jogar semifinal do Carioca

flameng - Diego cria apreensão no Flamengo ao sair de campo com dores

Após a vitória sobre o Atlético-PR, que rendeu ao Flamengo a liderança de seu grupo na Libertadores, o time viverá uma situação rara na temporada: serão dez dias até o próximo jogo, contra o Botafogo, no dia 23, pela semifinal do Campeonato Estadual. Até lá, o time terá a chance de recuperar lesionados e treinar. No entanto, todas as atenções estarão voltadas para Diego. O meia saiu de campo com dores no joelho direito e revelou preocupação. Hoje, deverá ser submetido a um exame. O resultado causa apreensão.

A semana já começara cercada de certo suspense em torno do jogador, que não foi a campo nos dois dias anteriores ao jogo contra o Atlético-PR. Diego sentia dores musculares. O esforço do meia para estar em campo levou o técnico Zé Ricardo a exaltar um dos líderes do elenco.

- Ele se dedicou demais. Pedi que jogasse mais perto do Guerrero, para que não precisasse voltar tanto na marcação, correr muito. Também o tiramos das cobranças de escanteio. Ele foi premiado com o gol, infelizmente teve que sair do jogo. Cada partida é uma guerra e Diego tem nos ajudado muito. Ele foi para o exame antidoping e não pude falar com o Diego. Queria agradecer pela superação - afirmou o treinador, antes de comentar sobre a contusão de Diego:

- Parece que um jogador do Atlético-PR caiu por cima da perna dele. Vamos aguardar.

Outro destaque do jogo, o atacante Guerrero disse confiar no grupo, caso Diego fique fora de algum jogo.

- Todo mundo sabe que Diego é muito importante para o time, controla bem o jogo. Quando saiu, a gente sabia que há jogadores com capacidade para substituí-lo. Infelizmente, perdemos muitos jogadores por lesão ou expulsão. Perdeu um pouco de controle no meio campo, mas o time não deixou de lutar, correr - disse Guerrero.

Zé Ricardo também valorizou a opção por Trauco pelo lado esquerdo, como um meia, jogando à frente do lateral Renê. Horas antes do jogo com o Atlético-PR, Mancuello foi vetado e o Flamengo ficou sem boa parte de suas opções para jogar pelos lados do campo.

- A gente queria um jogador de boa batida na bola. A ideia era forçar em cima dos laterais do Atlético-PR, porque eles marcam bem o centro do campo - explicou. - Pela inteligência do Trauco, que já tinha jogado na função, funcionou bem.

Fonte: http://oglobo.globo.com/esportes/diego-cria-apreensao-no-flamengo-ao-sair-de-campo-com-dores-21204101

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.