Para o técnico, os atletas disputam o mesmo lugar no time. E, a julgar pelos últimos jogos, quando Diego foi titular, ele está bem na frente nesta disputa - vale lembrar que Everton Ribeiro não pode participar da Copa do Brasil por ter sido contratado após o término das inscrições.

Porém, para a dupla, não há nada que impeça a formação de uma parceria. “Nunca ouvi de nenhum treinador que eu e o Everton não podemos jogar juntos. Ele tem muita qualidade”, disse o atual “dono da posição”. O companheiro também falou sobre o tema, mostrando respeito com a decisão do comandante. “Lógico que eu gostaria de estar jogando. Sempre que ele precisar estou à disposição para ajudar. Junto com o Diego ou não.” Resta saber se Rueda será convencido a tentar achar lugar, ao mesmo tempo, para ambos.