| Futebol

Diego ensaia sua volta ao time do Flamengo

Meia participa de jogo-treino hoje e pode confirmar presença no clássico de domingo

Hoje tem Diego. Ainda não é a volta do camisa 35 do Flamengo aos jogos, sete semanas após uma artroscopia no joelho, mas pode ser a confirmação de que ele estará em campo no domingo, no clássico contra o Botafogo, pelo Campeonato Brasileiro. O craque participará de um jogo-treino e pode carimbar o retorno ao time, que, sem ele, foi eliminado da Libertadores e conquistou cinco pontos de nove possíveis nas três primeiras rodadas do Brasileirão. Ontem, no Ninho do Urubu, Diego participou do treino normalmente.

Quem também pode voltar ao time é o atacante Éverton. Embora ainda em trabalho físico acentuado, o jogador integrou o elenco e treinou com bola ontem. Como ficou ausente apenas por duas semanas e em duas partidas, o ritmo de jogo é mais fácil de ser adquirido, e o prazo de recondicionamento, menor.

— Fiz a mesma pergunta para os dois, Diego e Éverton. Eles pararam umas semanas. Não estarão 100%, mas se puderem entrar na partida, confiantes, vão nos ajudar muito — disse Willian Arão, que não citou Conca.

A situação do argentino é peculiar. Ele também será observado no jogo-treino de hoje, mas sua desenvoltura depois de uma grave lesão no joelho é um caminho longo a ser percorrido. Por isso, a utilização contra o Botafogo, mesmo no banco de reservas, é improvável. Conca faz todas as atividades com o restante do elenco há semanas, chuta normalmente e não tem mais qualquer treinamento físico diferente. Resta apenas ficar mais “jogado”, o que conseguirá com treinos seguidos e partidas oficiais. Um clássico, normalmente mais pegado, pode não ser o cenário ideal. Mas a estreia, tudo indica, acontecerá ainda em junho. O Flamengo ainda não conta com Berrío, Gabriel e Donatti, que se recuperam de lesão. Mancuello e Cuéllar podem ser mantidos no time.

Esperança de jogar na Ilha

Embora a CBF tenha determinado que o clássico de domingo, às 11h, será em Volta Redonda, ainda há uma esperança, entre os rubro-negros, de atuar no estádio Luso-Brasileiro, na Ilha do Governador.

— Esperamos que seja na Ilha, mas se tiver que ser em Volta Redonda ou no Maracanã, vamos jogar — resumiu Arão.

As chances, no entanto, são pequenas. O jogo deve sair da Ilha por uma questão de poucas horas perdidas nas providências tomadas na terça-feira. Naquela noite, o clube enviou por e-mail o laudo que liberava o projeto contra incêndio e pânico do estádio, mas a CBF só o recebeu ontem de manhã. O Corpo de Bombeiros informou através de sua assessoria que o clube enviou o projeto na terça-feira para aprovação no mesmo dia, e negou que tenha havido lentidão no processo.

“A corporação informa que o Flamengo apresentou no dia 30/05 o novo projeto com as alterações necessárias. Logo, não se trata de morosidade do CBMERJ”, disse a nota do Corpo de Bombeiros.

A estreia na Ilha agora passa para o dia 14 de junho, contra a Ponte Preta.

Fonte: https://oglobo.globo.com/esportes/diego-ensaia-sua-volta-ao-time-do-flamengo-21420222

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.