"Não muda. Claro que se pudéssemos escolher, eu escolheria jogar o segundo jogo em casa, mas não é um fator determinante. Continuamos com 50% de chance, assim como o Cruzeiro, e acho que a melhor forma é viver jogo a jogo. Vamos buscar a vitória nesse primeiro jogo , sem dúvida nenhuma, e no Mineirão não vai ser diferente", projetou o experiente jogador.

Um ponto também lembrado por Diego é que, nesta fase, não há o critério do chamado "gol qualificado". Isto é, não tem o critério de desempate do gol fora de casa. O que também tira um pouco o peso dos respectivos mandos:

"Sempre temos de sair para buscar o jogo e é importante marcar adiante, partindo da ordem de evitar que o rival marque. Creio que por aí passa a premissa. Em uma final, isso vai ser determinante, e que assim seja", concluiu.