| Futebol

Diego revela secada em Robinho no pênalti: "Falei que ele ia bater no meio"

Meia rubro-negro, autor do primeiro gol no empate por 2 a 2 com o Galo, troca camisa com o amigo após o jogo; sobre a reta final, diz o sonho do hepta ainda é possível

flameng - Diego revela secada em Robinho no pênalti: "Falei que ele ia bater no meio"

Tudo igual no Mineirão: 2 a 2 entre Atlético e Flamengo, e 1 a 1 no duelo de Robinho com Diego. E no esperado reencontro houve momentos especiais. Nos minutos iniciais, o atleticano pedalou na frente do amigo.

Quando foi bater o pênalti que resultou no primeiro gol do Galo, o flamenguista tentou desestabilizá-lo - sem sucesso - passando dicas a Alex Muralha perto do ex-companheiro de Santos.  

- Falei que ele ia bater no meio. Tava confundido ali, mas a gente sabe que o Muralha não precisa de nenhuma dica, está muito mais preparado do que eu. Falei perto do Robinho realmente que ele ia bater no meio (veja em vídeo abaixo), mas pênalti é sempre muito mais favorável para o batedor. O Muralha escolheu o outro campo, e vamos lá.

- Foi um jogo bonito, claro que a gente fica insatisfeito por não ter conseguido a vitória. Estávamos muito perto, mas seguimos vivos nessa luta e vamos para o próximo jogo - disse Diego, com sorriso no rosto.


Terminada a partida, Robinho foi ao vestiário rubro-negro para a famosa resenha. Trocaram camisa, ideias e mataram a saudade.

- Foi muito bacana, na verdade a concentração está voltada para o jogo e em vencer. A equipe do Atlético-MG é muito forte, principalmente aqui no Mineirão, mas reencontrá-lo é sempre um prazer muito grande. É um jogador sensacional, perigoso, mas acho que fizemos um grande jogo, e isso é o mais importante - disse Diego.

- Na verdade, combinamos de trocar a camisa. Depois do jogo, estamos mais calmos e temos mais tranquilidade para conversar, saber como estamos e trocar ideias. Foi para isso que ele foi ao nosso vestiário.


Sobre os cinco jogos restantes e quais pretensões o Flamengo tem nesta reta final, Diego se nega a desistir do heptacampeonato, embora considere a missão árdua.

- Obviamente estamos vivos na competição. Um passo nós demos: foi se distanciar do terceiro e do quarto colocados, que é um objetivo também. Por outro lado dificultou não pelo resultado de hoje, talvez outros resultados dificultaram um pouco a briga pelo título, mas jamais impossibilitam de conseguirmos. Acreditamos muito nisso, é possível. Como eu disse, viemos aqui para vencer, estivemos perto, mas um ponto, por tudo que envolve, não é um resultado ruim.

Confira o que mais Diego falou após o jogo:

Se hoje não foi o jogo que dificultou a luta pelo título, o tropeço foi no Corinthians?

Faltou enfrentar o Corinthians como os enfrentamos com um massacre no segundo tempo e não conseguimos o gol. Então procuro ser sincero na análise, mas foram 45 minutos em que a equipe lutou, tentou, chegou e finalizou, e a bola não entrou. Jogando em casa, teríamos que vencer o Corinthians? Teríamos. Enfrentamos o Corinthians, encostamos o time deles perto da área defensiva e criamos muito. Então obviamente teríamos que vencer, mas o mais importante é sempre fazer por merecer. Fizemos contra o Corinthians, fizemos hoje, não alcançamos nosso objetivo. São resultados que dificultam, mas que não impossibilitam nosso sonho de ser campeão.

Pelo que o Flamengo fez no primeiro tempo, o empate com o Galo foi ruim?

Na teoria claro que vir ao Mineirão e empatar com o Atlético-MG para qualquer equipe não é ruim, mas dentro das circunstâncias do jogo fica uma sensação de que na maior parte do jogo ficamos mais perto da vitória. Mas eles em alguns minutos vieram com tudo, com todas as opções que têm e até com uma certa desorganização, o que dificulta a marcação, e viraram o jogo. Claro que estiveram próximos da vitória, mas, por tudo que aconteceu no jogo, o empate foi mais do que merecido. E uma vitória para o nosso lado não seria nada anormal.

Fonte: http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2016/10/diego-revela-secada-em-robinho-no-penalti-falei-que-ele-ia-bater-no-meio.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.