Eurico deverá ter o apoio dos clubes pequenos - e da própria FERJ, naturalmente - na nota. O Flamengo foi o último a fechar com a Globo e, por exigência rubro-negra, o dinheiro do contrato não passará pela Federação, embora o valor seja o mesmo dos outros grandes. Para Eurico, o ato representa uma quebra de confiança do Fla com o restante das equipes do campeonato.

O imbróglio sobre os direitos de transmissão do Carioca foi apenas mais um capítulo na tensa relação entre Flamengo e a FERJ, marca do futebol do estado do Rio de Janeiro nas últimas temporadas.