| Futebol

Diretoria do Fla decide rescindir o contrato de André Santos

Empresário do jogador já foi comunicado da decisão. Mesmo agredido por torcedores na saída do Beira-Rio, lateral disse que gostaria de permanecer no clube

A diretoria do Flamengo decidiu rescindir o contrato de André Santos. Dois dias depois de ser agredido por torcedores em Porto Alegre, o lateral foi chamado na manhã desta terça-feira pelo diretor de futebol Felipe Ximenes e comunicado da decisão. Ele vinha sendo um dos principais alvos dos torcedores diante da má fase do time, que ocupa a lanterna do Campeonato Brasileiro e não vence há oito jogos. 

O Flamengo não anunciou a saída porque o distrato não foi assinado. Entretanto, André Santos confirmou a informação.

- Hoje (terça) de manhã cheguei para trabalhar no meu clube e recebi um comunicado do diretor executivo (Felipe Ximenes) de que meu contrato estava rescindido. Inclusive depois da agressão, o próprio clube me ligou perguntando se eu estava bem e tranquilo, soltaram uma nota ao meu favor no site do clube para comunicar o que tinha acontecido, sempre me ligando demonstrando preocupação comigo e hoje, a mesma pessoa, o Felipe Ximenes me chamou e me comunicou que meu contrato estava rompido - disse, via assessoria.

Ele disse que chegou a chorar quando soube da decisão. O contrato dele vence em agosto de 2015.

- Olha, eu fiquei muito surpreso. Até porque eu já estou no clube há mais ou menos um ano e se você buscar o meu histórico, eu joguei a maioria das partidas, ganhei títulos e inclusive "apanhei" pelo clube, dei o sangue, tento brigar pelo clube a todos os momentos para que eu possa ajudar a sairmos dessa situação. Sem dúvidas saio muito triste, até porque sempre gostei muito das pessoas que trabalham no Flamengo. Fiquei muito chateado, inclusive cheguei a chorar, até porque deixo muitos amigos, me identifiquei com muitas pessoas que trabalham no clube e sair dessa forma não é bom para nenhum atleta - declarou André Santos.

Em entrevista coletiva no CT rubro-negro nesta terça, o diretor executivo Felipe Ximenes preferiu não comentar sobre a rescisão de André Santos.

- Não sei quem anunciou que o André Santos rescindiu o contrato. É uma informação que eu não tenho, não tenho nenhuma posição em relação a isso - disse o dirigente.

O diretor de comunicação do Rubro-Negro, Felipe Bruno, foi sucinto: "André Santos possui contrato com o Flamengo e é jogador do clube. Qualquer mudança o clube avisa", escreveu.

O ápice da crise entre a torcida e André Santos aconteceu no último domingo. Após a goleada por 4 a 0 sofrida para o Internacional, ele foi agredido por rubro-negros ao sair do Beira-Rio. O jogador deixava o estádio antes dos companheiros, durante a entrevista coletiva de Ney Franco, rumo a uma van, na qual seguiria para o aeroporto.

Ele foi interpelado por rubro-negros até que um deles o acertou no rosto com um soco. O ato foi a senha para outras agressões. O camisa 27 chegou a ficar acuado contra a van enquanto recebia golpes e pontapés. Em determinado momento, conseguiu entrar no veículo, mas foi retirado à força pelos agressores. O segurança à paisana que o acompanhava também foi vítima de violência. Apesar do incidente, o lateral disse na tarde de segunda-feira que pretendia seguir no Flamengo.

- Em nenhum momento pensei em sair, em nenhum momento pensei em abandonar. Porque isso é coisa de covarde, de homem que tem medo de enfrentar os problemas. Nenhum momento isso passou pela minha cabeça. Eu tenho atitude e vou tirar o clube dessa situação - disse.

Esta é a segunda passagem de André Santos pelo Flamengo. O jogador defendeu o clube em 2005 e voltou no ano passado, indicado por Mano Menezes. Em 93 partidas no total, o lateral-esquerdo marcou cinco gols.

Elano deve ser o próximo

Atormentado por lesões desde a sua chegada, em janeiro, Elano também já vinha manifestando seu desejo de deixar o clube da Gávea. Ele conversou com Felipe Ximenes na segunda-feira e deixou a saída verbalmente encaminhada. O jogador deixou o treinamento desta terça-feira no Ninho do Urubu antes do fim.

Erazo finaliza rescisão

O zagueiro Frickson Erazo foi liberado da atividade nesta manhã porque à tarde haverá uma reunião com a diretoria do Flamengo para confirmar a rescisão contratual. Ele tem proposta de um clube espanhol. 

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.