| Futebol

Distantes na tabela, Flamengo e São Paulo se enfrentam neste domingo com objetivos distintos

flameng - Distantes na tabela, Flamengo e São Paulo se enfrentam neste domingo com objetivos distintos

Antes de voltar a disputar o mata-mata da Sul-Americana, na quarta-feira, o Flamengo tem neste domingo, às 17h, mais um compromisso no Brasileiro, diante do São Paulo, no Pacaembu. Após a derrota na final da Copa do Brasil, o Rubro-Negro voltou as atenções para o campeonato, pressionado para garantir a vaga na Libertadores, e tenta sua terceira vitória consecutiva. O adversário também está pressionado, mas por outro motivo: a briga contra o rebaixamento.

Do lado do Flamengo, o técnico Reinaldo Rueda obteve uma derrota, um empate e duas vitórias nos últimos quatro jogos no campeonato. E projeta vencer as nove partidas que faltam. Meta ousada para um treinador estrangeiro que chegou no clube há apenas dois meses.

Do outro lado, Dorival Júnior — o primeiro treinador da atual gestão rubro-negra — tenta salvar o São Paulo da degola enquanto convive com o fantasma da demissão. O clube paulista, aliás, deu início à leva de comandantes estrangeiros no cenário nacional, com a chegada de Juan Carlos Osório, em 2015. De lá para cá, não fez boas temporadas.

No Flamengo, desde a saída de Dorival, em 2013, as campanhas no Brasileiro demoraram a engrenar. Só em 2016 o time não brigou contra o rebaixamento e terminou na terceira posição. Desta vez, ainda ocupa a faixa dos clubes que não se classificam direto para a Libertadores. É de Rueda, mesmo sem muito tempo de casa, a missão de voltar à competição sul-americana em 2018.

Para o bem e contra o mal, o colombiano e Dorival Júnior são os bombeiros da vez. O técnico são-paulino já salvou outros clubes da degola. Mas, para o zagueiro Juan, se o Flamengo abrir o placar pode vencer mais uma vez:

— O São Paulo tem um grande time, grandes jogadores, mas se a gente conseguir sair na frente, teremos grandes chances de vencer.

Diego e Hernanes, os meias artilheiros

Flamengo e São Paulo poderiam ser liderados por seus atacantes com pinta de goleadores — Guerrero e Lucas Pratto. Na prática, porém, dois repatriados que brilham no meio-campo são os principais jogadores e artilheiros das equipes no Brasileiro.

Do lado do Flamengo, Diego se recuperou de um mau momento, que culminou com a perda do pênalti na final da Copa do Brasil, e voltou com três gols em dois jogos. São oito na competição até agora — enquanto Guerrero tem apenas seis.

No São Paulo, Hernanes veio como última notícia da janela de transferências da Europa este ano, para liderar uma reação. Fez até agora sete gols, enquanto Lucas Pratto tem seis. Dorival Júnior não revelou o time que joga hoje. Já Reinaldo Rueda decidiu poupar Guerrero.

No mais, Everton Ribeiro deve retomar o lugar de Berrío na ponta direita, mas o colombiano será arma do técnio no banco. Outra peça importante no Flamengo é Réver: com seis gols no torneio, o zagueiro, ao lado de Juan, tem se tornado fundamental.

— Réver está em boa fase longa. Voltou ao nível que sempre jogou — disse Juan.

Fonte: https://extra.globo.com/esporte/flamengo/distantes-na-tabela-flamengo-sao-paulo-se-enfrentam-neste-domingo-com-objetivos-distintos-21977623.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.