| Futebol

Do início meteórico ao limbo: Damião no Fla merece olhares desconfiados

Aos 26 anos, atacante acerta com o Rubro-Negro para ser sombra de Paolo Guerrero. Relembre os altos e baixos da carreira dele, que não brilha há algum tempo<br>

flameng - Do início meteórico ao limbo: Damião no Fla merece olhares desconfiados

O Santos considera Leandro Damião uma das piores contratações de sua história. A passagem do atacante pelo Cruzeiro também foi apática. No Betis, seu último paradeiro, quase não foi notado. Após entrar em campo somente três vezes (129 minutos) e não marcar um gol sequer, o clube espanhol abriu não da renovação do vínculo por mais uma temporada. Esse é o retrospecto recente do novo atacante do Flamengo. O jogador, de 26 anos, vai assinar contrato por um ano com Rubro-Negro, e o salário será na casa dos R$ 400 mil – metade do que estabelece o contrato com o Santos, que vai até o fim de 2018.

Damião chega ao Flamengo para ser sombra de Paolo Guerrero – uma sombra cara. Por ora, a contratação não indica uma saída imediata do peruano, mas trata-se de uma alternativa para casos de suspensões, lesões e convocações do camisa 9. Hoje, o clube tem apenas o jovem Felipe Vizeu para a posição.

Damião viveu ótimos momentos. A carreira dele começou como um furacão no Inter e hoje está estagnada. O jogador que esteve cotado para assumir a camisa 9 da seleção brasileira virou ponto de interrogação. Abaixo, o GloboEsporte.com lista os principais momentos, bons e ruins, do reforço rubro-negro.




“Profissional” da várzea

Leandro Damião jogava partidas de futebol de várzea em São Paulo antes de chegar ao Internacional, em 2010. Saído do Atlético de Ibirama, de Santa Catarina, tinha 20 anos quando recebeu a primeira chance num grande clube profissional, um começo tardio. Foi preciso passar por uma preparação intensiva. Damião não tinha fundamentos básicos que são ensinados nas categorias de base. Ganhou espaço no Inter B e, pouco tempo depois, era campeão da Libertadores pelo Colorado, com direito a gol na decisão.

Damião meteórico

A temporada seguinte foi de afirmação para o atacante. Assumiu a camisa 9 do Inter, alcançou a média de 40 gols em 53 jogos e impressionou. Propostas pipocavam diante dos dirigentes colorados. Campeão gaúcho, melhor jogador e artilheiro. Em agosto de 2011, num jogo pelo Brasileirão, o Flamengo foi vítima de Damião. Num empate por 2 a 2 no Beira-Rio, ele deu uma assistência e fez um golaço de bicicleta. 



Seleção: um 9 promissor

Foi pelo Inter que ele chegou à Seleção. Chamado por Mano Menezes, ganhou a primeira chance no início de 2011. Com Mano, Damião foi convocado para amistosos, para o Superclássico das Américas contra a Argentina - aplicou o drible lambreta contra nosso maior rival -, e para os Jogos Olímpicos de Londres 2012. Foi na campanha da medalha de prata que ele viveu seu melhor momento pelo Brasil. Terminou a competição com seis gols, o goleador do torneio. Naquele mesmo ano, Ronaldo Fenômeno, em entrevista ao site da Fifa, apontou o jogador como um provável sucessor na seleção brasileira.

- Ele é alto, forte, ótimo goleador, sabe cabecear e tem habilidade com os dois pés. Vai desempenhar um papel importante em 2014.

Só que Damião não jogou a Copa do Mundo no Brasil. Um ano antes, foi chamado por Felipão para disputar a Copa das Confederações, também em casa, mas se machucou e deu lugar a Jô, que conquistou a vaga se se manteve até o Mundial.    

No limbo

No fim de 2013, acertou com o Santos por cinco temporadas. Mas o casamento nunca deu certo. Não repetiu os anos impressionantes no Beira-Rio, não chegou nem perto de voltar à Seleção. Não se sabe o motivo, mas foi como se ele voltasse a ser um atacante “normal”. Muitas vezes abaixo da crítica. Pior: a relação acabou em briga judicial. 



Na temporada seguinte, o Cruzeiro seria a próxima parada, a nova tentativa de voltar a dar certo. Contratado por empréstimo, o atacante também não foi brilhante na Toca da Raposa. O contrato com os mineiros não foi renovado, e ele acabou de volta ao Santos.

Damião está em São Paulo à espera do desfecho da negociação. Por enquanto, prefere o silêncio. O Flamengo apareceu como o clube disposto a tentar recuperá-lo. Parece delírio, mas há no Rubro-Negro quem acredite que o atacante voltará a ser implacável e infernal.

Fonte: http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2016/07/do-inicio-meteorico-ao-limbo-damiao-no-fla-merece-olhares-desconfiados.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.