Criticado nos bastidores pela falta de competitividade, o torneio vem sendo motivo de muitos debates internos na organização. Segundo o jornal espanhol ​​Mundo Deportivo, o Conselho Consultivo da FIFA quer tirar do papel uma competição diferente a partir de 2021, com equipes convidadas e selecionadas "a dedo". 

Dessa forma, a primeira edição teria a participação, dentre outros, de Barcelona, Real Madrid, Manchester United, Milan, Inter de Milão e Juventus, por exemplo. Dos clubes da América do Sul e que podem estar no Novo Mundial, estão Flamengo, Santos, Peñarol, Nacional, River Plate e Boca Juniors. Além deles, a expectativa é de que haja também dois clubes asiáticos, dois africanos, dois da CONCACAF e um referente ao país-sede (a China vem sendo especulada). A ideia é que chegue a um total de 24 times participando.

>>> #Hexa90min - Concorra a uma camisa da Seleção Brasileira

Outra sugestão complementar é realizar o Mundial apenas de quatro em quatro anos, utilizando o vácuo deixado pela Copa das Confederações - que teve sua última edição realizada em 2017.

​​