No duelo dos clubes com as duas maiores torcidas do Brasil, o jogo foi marcado pelo domínio do Corinthians no primeiro tempo e do Flamengo no segundo. Jô abriu o placar para o Timão em um contra-ataque rápido armado por Balbuena, que arrancou da defesa e tocou para o camisa 7 marcar seu 10º gol no campeonato. Antes disso, porém, o centroavante já havia balançado as redes após receber de Maycon em posição legal. A arbitragem, no entanto, anulou o gol. O empate rubro-negro veio na etapa final, depois de uma cobrança de escanteio em que Juan resvalou de cabeça e Réver, de voleio, conseguiu vencer Cássio.

Em Porto Alegre, o primeiro tempo foi de domínio do Grêmio, mas foi o Santos quem saiu na frente do marcador. Já aos 44 minutos, Jean Mota cobrou escanteio e David Braz, de cabeça, marcou para os visitantes. O empate gremista aconteceu em seguida, quando Vanderlei operou um milagre após finalização de Pedro Rocha. Fernandinho aproveitou o rebote para igualar o placar. 

Na segunda etapa, o Tricolor não conseguiu manter o bom volume de jogo e perdeu mais uma chance de diminuir a diferença para o líder. Nos minutos finais, Edilson ainda foi expulso após empurrar Thiago Ribeiro quando o atacante santista impediu uma cobrança rápida de falta no campo de defesa do Tricolor.

O Cruzeiro não conseguiu balançar as redes no Mineirão e tropeçou ao empatar em 0 a 0 com o vice-lanterna Vitória. O resultado manteve a Raposa na nona colocação, com 23 pontos, e o Leão continuou com 13, em 19º.

​​