| Futebol

Dores diminuem, e Eduardo saberá se vai a Bahia ou não nesta sexta

Atingido nas costas por Luccas Claro na derrota por 3 a 0 para o Coritiba, brasileiro naturalizado croata será reavaliado pelos médicos

 

Além da dura derrota sofrida em Curitiba, o Flamengo levou outro golpe nos 3 a 0 para o Coxa. No fim do jogo, Eduardo da Silva foi atingido nas costas por Luccas Claro. Ficou no chão se contorcendo de dor, imagem que preocupou os torcedores para a partida de domingo, contra o Vitória, em Salvador. Nesta quinta-feira, o panorama é mais animador. Segundo a assessoria do clube, Eduardo deu prosseguimento ao tratamento do problema - começou ainda no Couto Pereira -, fazendo fisioterapia às 9h desta quinta no hotel em que o clube está hospedado na capital paranaense. Ainda de acordo com o Rubro-Negro, o camisa 23 caminha com mais facilidade e as dores diminuíram. Uma nova avaliação nesta sexta definirá se ele segue ou não para a Bahia.

O médico rubro-negro Márcio Tannure fez questão de dissociar o choque sofrido por Eduardo das contusões de Hernane no Carioca, contra a Cabofriense, e de Neymar na Copa do Mundo, diante da Colômbia.

- Estão forçando um pouco, o lance foi parecido, uma joelhada. Mas o trauma foi mais embaixo, mais próximo do glúteo, na região sacroilíaca (acima do glúteo ao lado direito).

Eduardo, que iniciou o tratamento da contusão logo após a partida de quarta-feira, deixou o gramado com dores no quadril devido à pancada sofrida na região sacroilíaca.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.